Passar para o Conteúdo Principal

brasao cm chaves

pesquisar
 

Projetos Cofinanciados - Portugal 2020

BANNER_PROJETOS_2020_C

  • Remoção e Substituição de Fibrocimento da Escola Básica n.º 5 de Chaves

    Fundo Desenvolvimento Regional

    Designação do projeto | Remoção e Substituição de Fibrocimento da Escola Básica n.º 5 de Chaves
    Código do projeto | NORTE-08-5673-FEDER-0000332
    Objetivo principal | Investir na educação, na formação e na formação profissional
    Região de intervenção | Norte
    Beneficiário | Município de Chaves
    Data de aprovação | 21-01-2021
    Data de início | 04-01-2021
    Custo total elegível | 38 155,00 €
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER – 38 155,00 €

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    A presente operação designada “Remoção e Substituição de Fibrocimento da Escola Básica n.º 5 de Chaves” prevê uma intervenção de requalificação das coberturas do equipamento escolar, que integra o Agrupamento de Escolas Dr. António Granjo, localizado na Avenida Luís Chaves, freguesia de Santa Maria Maior em Chaves, onde atualmente funcionam duas valências: ensino pré-escolar e ensino básico (1.º ciclo). A proposta de intervenção assenta na remoção das coberturas existentes dos dois edifícios, constituídas por placas de fibrocimento, propondo-se a sua substituição por painéis sandwich autoportantes, com núcleo isolante em Lã de Rocha e com dupla face metálica. De referir que, as platibandas também se encontram revestidas por painéis de fibrocimento, pelo que, a presente proposta, prevê também a sua remoção, e substituição por reboco delgado armado (RDA) para platibanda, de cor igual à atualmente existente na escola. Tendo por objetivo principal a salvaguarda da saúde pública e em especial da comunidade escolar que diariamente fica exposta a estes resíduos cancerígenos entende-se crítico a célere remoção e substituição destas estruturas por outras menos nocivas à saúde e ambiente.
    Assim na presente operação assume-se como objetivo geral:
    • Requalificar as coberturas dos dois edifícios que constituem este equipamento escolar;
    • Remover e substituir as placas de fibrocimento existentes por outros materiais mais seguros para a saúde humana e ambiente;
    • Melhorar o conforto térmico do Estabelecimento de Ensino

    Em suma, com a presente operação pretende-se levar a cabo uma intervenção na Escola Básica n.º 5 de Chaves, com vista a requalificar as coberturas dos dois edifícios que constituem este equipamento escolar com o fim de remover e substituir as placas de fibrocimento existentes por outros materiais mais seguros para a saúde humana e ambiente e em simultâneo melhorar o conforto térmico deste equipamento.

    Resultados esperados:
    Indicador de Realização:
    (i) Área abrangida pela operação de remoção de amianto (567m2);

    Indicador de Resultado:
    (ii) Alunos beneficiados pelas operações de remoção de amianto nos equipamentos de ensino (100 alunos).

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

     

  • Adutoras de ligação entre o sistema em alta (Alto Rabagão) e os sistemas de abastecimento em baixa-Adutoras de Bustelo, Soutelo e Vilela Seca

    POSEUR_2020_UE_690B

    Designação do projeto  Adutoras de ligação entre o sistema em alta (Alto Rabagão) e os sistemas de abastecimento em baixa-Adutoras de Bustelo, Soutelo e Vilela Seca

    Código do projeto  POSEUR-03-2012-FC-000327

    Objetivo principal  Proteger o ambiente e promover a eficiência dos recursos

    Região de intervenção  Norte

    Entidade beneficiária  Município de Chaves

     

    Data de aprovação  27-02-2017

    Data de início  01-08-2016

    Data de conclusão  31-12-2018

    Custo total elegível  999.174,00€

    Apoio financeiro da União Europeia  FEDER/FC – 849.297,90€

    Apoio financeiro público nacional/regional  149.876,10€

     

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    A presente operação visa assegurar o abastecimento de água em quantidade e qualidade a sete freguesias do concelho de Chaves (cerca de 3.500 habitantes) abastecidas até então exclusivamente por água proveniente de captações próprias. Estas povoações são servidas pelos sistemas de abastecimento de água (SAA) de Soutelo, de Bustelo e de Vilarinho da Raia que se têm revelado insuficientes face às necessidades atuais, com caudais reduzidos e de baixa qualidade.

    Face a este cenário o município de Chaves procurou encontrar soluções para estes problemas tendo concluído que a solução mais indicada passaria por assegurar um reforço ao abastecimento destes SAA a partir do abastecimento em alta do sistema do Alto Rabagão, propriedade das Águas do Norte. Assim serão construídas 3 adutoras, com origem nos pontos de entrega em “alta” das Águas do Norte, nomeadamente a adutora de Bustelo, na extensão de 3.320ml, a adutora de Soutelo, na extensão de 4.356ml e adutora de Vilela Seca na extensão de 3.057ml. Também está prevista nesta operação a construção de um reservatório com capacidade de 100m3 para SAA de Soutelo e trabalhos de substituição de equipamentos nos reservatórios dos SAA de Bustelo e Vilela Seca.

    Resultados esperados:

    • População adicional servida pelas melhorias do sistema de saneamento de águas residuais em baixa (1.947 pessoas);
    • Extensão de Rede de abastecimento de água construída (10,70 Km);
    • N.º de Estações Elevatórias construídas (2 Estações Elevatórias);
    • N.º de Reservatórios construídos nos sistemas de abastecimento de água apoiados (1 Reservatório);
    • N.º de Reservatórios remodelados nos sistemas de abastecimento de água apoiados (2 Reservatórios);
    • Redução das ocorrências de falhas no abastecimento em baixa (100%);
    • Alojamentos com adesão ao serviço em alta (76%). 

    BARRA_FINAL2

  • Aquae Flaviae Fest

    Fundo Desenvolvimento Regional

    Designação do projeto | “Aquae Flaviae Fest”
    Código do projeto | NORTE-06-3928-FEDER-000194
    Objetivo principal | Proteger o ambiente e promover a eficiência dos recursos
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 11-03-2021
    Data de início | 01-01-2021
    Data de conclusão | 31-08-2022
    Custo total elegível | 527.227,93€
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER – 448.143,74€

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos 

    O projeto “Aquae Flaviae Fest” visa a concretização de um evento de grande dimensão, composto por um conjunto de iniciativas de índole cultural, lúdica e recreativa, de forma articulada e complementar, centrados no objetivo de promover o recurso natural agregador da região do Alto Tâmega - a Água.
    O evento, que pretende ser um momento marcante para a promoção do território, enquanto território da água, congregando várias artes performativas, musicais, cinemáticas e de multimédia, baseadas num conceito inovador, apelativo, sofisticado e impactante, incluirá uma diversidade de espetáculos musicais, espetáculos pirotécnicos e aquáticos, animação de rua, intervenção no espaço público, bem como feiras gastronómicas e outras atividades infantojuvenis e familiares, todas elas relacionadas com o foco temático em apreço. Pela importância e significado que se pretende conferir a este conjunto de iniciativas, o evento será também objeto de um cuidado plano de promoção e divulgação que deverá ter um relevante alcance mediático e impacto na atratividade de visitantes, bem como no envolvimento e mobilização das comunidades e atores locais.
    Com a concretização deste projeto pretende-se essencialmente atingir os seguintes objetivos:
    • Intensificar a projeção da imagem deste território como sendo o território da água, com impacto esperado em termos de captação de fluxos turísticos para Chaves e para a região do Alto Tâmega;
    • Aumentar a notoriedade do território visando novos públicos e segmentos de visitantes/turistas;
    • Dinamizar e diversificar a estratégia de desenvolvimento turístico, por forma a aumentar o fluxo de visitantes e turistas à cidade de Chaves e a toda a região do Alto Tâmega, induzindo o surgimento de novas dinâmicas e atividades económicas conexas a este setor;
    • Aumentar a taxa de ocupação das unidades hoteleiras e a duração da estada média dos turistas, aumentar as receitas dos agentes locais e regionais da oferta turística e consequentemente, contribuir para o aumento do emprego e fixação de população na região e para o seu crescente desenvolvimento económico sustentável. Diminuir as assimetrias e reforçar a coesão territorial da região do Alto Tâmega, por via da realização de eventos associados à celebração e valorização do recurso natural transversal a todos os concelhos do Alto Tâmega;
    • Potenciar, no contexto atual adverso, atividades de índole cultural como uma das formas de reativar e mobilizar os agentes culturais locais e, indiretamente, induzir dinâmicas com reflexos nas diversas atividades socioeconómicas do concelho;
    • Promover a dinamização, promoção e desenvolvimento do património natural, arquitetónico e cultural da cidade de Chaves, enquanto instrumento de diferenciação e competitividade neste território transfronteiriço do Interior Norte de Portugal/Galiza.

    Resultados esperados 

    Indicadores de Realização:
    • Eventos/iniciativas apoiadas (29);
    • Material de promoção, divulgação e informação produzido (12).

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

     

  • AQUAE SALUTEM

    Fundo Desenvolvimento Regional

    Designação do projeto | Aquae Salutem
    Código do projeto | NORTE-06-3928-FEDER-000193
    Objetivo principal | Promover o emprego e apoiar a mobilidade laboral.
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 15-04-2021
    Data de início | 01-01-2020
    Data de conclusão |  31-12-2022
    Custo total elegível | 999.980,00€
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER – 849.983,00€


    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    O objetivo nuclear deste projeto consiste na criação de uma nova valência no balneário termal de Chaves (“Chaves Termas & SPA”) designada por “Complexo hidrodinâmico exterior”, tendo em vista modernizar, diversificar e potenciar a oferta de serviços termais já existentes, através do aproveitamento, em espaço exterior, do principal recurso geotérmico existente no concelho - a água termal, conferindo-lhe uma utilização inovadora e singular e que se pretende que venha a ser de referência no setor.

    Para o efeito, o projeto a realizar contempla a construção de um conjunto de piscinas naturalmente quentes, espaços de hidromassagem e relaxamento e tanques de contraste com diferentes temperaturas ligadas entre si, que irão formar ambientes distintos de utilização de água aquecida no espaço do logradouro nascente do edifício do balneário.
    Com a concretização deste projeto, de caráter inovador e impactante, espera-se vir a contribuir significativamente para a dinamização do setor termal e turístico da cidade de Chaves e fomentar o desenvolvimento económico de toda a região do Alto Tâmega.

    Resultados esperados:
    (i) Produtos endógenos apoiados – 1
    (ii) Estruturas turísticas apoiadas – 1

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

  • Aquanatur Palace

    Fundo Desenvolvimento Regional

    Designação do projeto | Aquanatur Palace
    Código do projeto | NORTE-06-3928-FEDER-000003
    Objetivo principal | Proteger o ambiente e promover a eficiência dos recursos
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 09-08-2018
    Data de início | 28-05-2018
    Data de conclusão | 30-06-2020
    Custo total elegível | 869.070,00€
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER – 738.709,50€

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    A operação visa a conceção e instalação do “Aquanatur Palace (Palácio da Água)” incluindo a definição do projeto tecnológico e conceptual, a definição técnica e funcional dos conteúdos imersivos
    multissensoriais e das experiências interativas, a aquisição e instalação dos equipamentos inerentes às experiências (software e hardware), a realização do anteprojeto de Living Lab e o apoio na implementação e adaptação ao Centro Multiusos de Chaves.
    O objetivo central desta operação consiste na conceção e implementação de um elemento espacial único e inovador, carregado de simbolismo e de grande capacidade de atração, representativo de toda a estratégia AQUANATUR e do território do Alto Tâmega, como sendo o “Território da água”
    Considera-se expectável que a concretização desta intervenção venha impulsionar significativamente o desenvolvimento de toda a região do Alto Tâmega, dotando-a de um infraestrutura singular e com forte capacidade atrativa, quer pelo tratamento espacial diferenciador, quer pelo nível elevado de inovação tecnológica que irá possuir.

    Neste contexto, cumprindo-se as metas previstas, a intervenção em causa irá contribuir para a concretização dos indicadores de realização enunciados no ponto 6 do AVISO Nº NORTE-28-2018-04, nos seguintes termos:
    Indicadores de Realização:
    (i) Infraestruturas turísticas apoiadas (nº1) - O valor (meta) é referente à infraestrutura do Aquanatur Palace (Palácio da água);
    (ii) Estudos realizados (nº2) - O valor (meta) é referente aos 2 estudos que estão a ser realizados no âmbito da conceção e definição técnica dos conteúdos imersivos sensoriais que vão ser instalados, bem como da conceção e desenvolvimenyo do modelo de sustentabilidade do equipamento(“Living LAB”).

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

     

  • Atelieres P’ra Vida

    Fundo Social Europeu PICIIE.jpeg

    Designação do projeto | “Atelieres P’ra Vida”
    Código do projeto | NORTE-07-4234-FSE-000014
    Objetivo principal | Promover a integração social e combater a pobreza e qualquer discriminação.
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 03-08-2020
    Data de início | 27-04-2021
    Data de conclusão | 26-04-2023
    Custo total elegível | 117.647,06€
    Apoio financeiro da União Europeia | FSE - 100.000,00€

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos 

    O presente projeto visa o promover atividades ocupacionais, potenciando o desenvolvimento pessoal e social de indivíduos pertencentes a grupos socialmente vulneráveis, empenhados em viver e em partilhar saberes e aprendizagens.
    Pretende-se desta forma promover as capacidades funcionais, físicas e cognitivas dos utentes deste espaço e, em simultâneo, reforçar o convívio e os laços sociais. Visa-se igualmente a criação de uma nova dinâmica de articulação entre o novo Centro Cívico e a comunidade no sentido da transmissão de conhecimento, potenciando desta forma as relações intergeracionais.
    Constituem objetivos específicos do projeto os seguintes:
    • Fomento da criatividade;
    • Desenvolvimento da motricidade fina, precisão manual e a coordenação psicomotora dos utentes;
    • Acesso a atividades de aprendizagem, promovendo a ocupação do tempo e o convívio;
    • Estimulação da comunicação, expressão, socialização, recreação e divertimento;
    • Promoção das competências de relacionamento interpessoal e autonomia, bem-estar e participação social.
    Em suma, a operação em causa pretende constituir, no domínio social uma mais-valia uma vez que permitirá colmatar algumas necessidades sentidas no seio dos grupos-alvo destinatários deste projeto. As atividades a desenvolver foram gizadas no sentido de aportar um grau de envolvimento que se coadune com a realidade existente, promovendo a inclusão social de indivíduos pertencentes a grupos socialmente vulneráveis.

    Resultados esperados 

    Indicadores de Realização:
    • Medidas previstas (3)
    • Instituições envolvidas em projetos de inovação e experimentação social (3)
    • Ações de promoção e divulgação com vista à disseminação de melhores práticas e partilha de conhecimento de novas formas de organização interna e de prestação de serviços públicos aos cidadãos e às empresas (4)
    Indicadores de Resultado:
    • Medidas de cada operação implementadas (100%)
    • Ações de promoção e divulgação concluídas (100%)
    • Aumento do grau de satisfação dos residentes nas áreas intervencionadas (níveis) (2)

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

  • Beneficiação do Edificado do Bairro Social de Casas dos Montes (Reabilitação integral de 11 edifícios) - PAICD 3.2

    Cofinanciado por:

    Fundo Desenvolvimento Regional


    Designação do projeto | Beneficiação do Edificado do Bairro Social de Casas dos Montes (Reabilitação integral de 11 edifícios) - PAICD 3.2

    Código do projeto | NORTE-05-4943-FEDER-000081
    Objetivo principal | Promover a Inclusão Social e Combater a Pobreza
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 10-07-2018
    Data de início | 24-04-2017
    Data de conclusão | 01-03-2020
    Custo total elegível | 1.992.969,18 €
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER – 1.694.023,80 €

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    Esta operação tem como principal objetivo dotar os 11 edifícios de habitação coletiva que integram o Bairro Social de Casas dos Montes, de melhores condições de habitabilidade através de obras de
    reabilitação, que visam sobretudo colmatar as várias patologias existentes no edificado, quer ao nível interior, como exterior, por forma a conferir maior conforto, segurança e dignidade aos moradores que aí habitam.
    Entende-se que este investimento contribuirá para melhorar as condições de conforto, salubridade e bem-estar das populações residentes, como ainda a imagem global da cidade (interna e externa), o que decerto potenciará a sua atratividade e revitalização socioeconómica, cultural e educativa.
    A intervenção visa a resolução de patologias existentes nos edifícios (apartamentos da CMChaves e zonas comuns), através da reparação de pavimentos, substituição de instalações sanitárias, reparação da rede de abastecimento de água, saneamento e rede elétrica, reparação de carpintarias, reparação de paredes e tetos, cozinhas, substituição de coberturas e caixilharias, melhoria do isolamento térmico, melhorias da rede de águas pluviais e pinturas.
    Considera-se expectável que a concretização desta operação, além de elevar o nível de conforto e segurança dos moradores que habitam o bairro de Casas dos Montes, conferindo-lhe melhores condições de habitabilidade, melhore substancialmente a imagem desta zona da cidade, gerando impactos bastantes positivos no contexto urbano onde se insere.
    Neste contexto, cumprindo-se as metas previstas, a intervenção em causa irá contribuir para a concretização dos indicadores (de realização e resultado), enunciados no ponto 1.3 do AVISO Nº NORTE-43-2016-18, nos seguintes termos:

    Indicadores de Realização:
    Habitações reabilitadas em áreas urbanas - Dado que a operação em questão consiste na beneficiação de 57 habitações/apartamentos do bairro social de Casas dos Montes, considera-se que o valor de referência é zero e que a meta será 57 unidades, correspondentes ao número de apartamentos a reabilitar.

    Indicadores de Resultado:
    Aumento do grau de satisfação dos residentes nas áreas intervencionadas- A meta será avaliada em função da média dos resultados obtidos às respostas dos inquéritos de satisfação globais, que serão feitos posteriormente à disponibilização do modelo pela Autoridade de Gestão.

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

     

  • Beneficiação do Edificado do Bairro Social dos Fortes (Reabilitação integral de 13 moradias da CMC) - PAICD 3.1

    Cofinanciado por:

    Fundo Desenvolvimento Regional

    Designação do projeto | Beneficiação do Edificado do Bairro Social dos Fortes (Reabilitação integral de 13 moradias da CMC) - PAICD 3.1

    Código do projeto | NORTE-05-4943-FEDER-000080
    Objetivo principal | Promover a Inclusão Social e Combater a Pobreza
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 10-07-2018
    Data de início | 24-04-2017
    Data de conclusão | 01-03-2020
    Custo total elegível | 430.964,59 €
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER - 366.319,90 €

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    Esta operação tem como principal objetivo dotar 13 moradias do Bairro Social dos Fortes, de melhores condições de habitabilidade através de obras de reabilitação, que visam sobretudo colmatar as várias patologias existentes no edificado, quer ao nível interior, como exterior, por forma a conferir maior conforto, segurança e dignidade aos moradores que aí habitam.

    Entende-se que este investimento contribuirá para melhorar as condições de conforto, salubridade e bem-estar das populações residentes, como ainda a imagem global da cidade (interna e externa), o que decerto potenciará a sua atratividade e revitalização socioeconómica, cultural e educativa.
    Com a concretização desta intervenção serão solucionadas patologias existentes nas moradias, através da reparação/substituição de pavimentos, reparação/substituição de cozinhas, substituição de instalações sanitárias, reparação da rede de abastecimento de água, saneamento e rede elétrica, reparação de carpintarias, reparação de paredes e tetos, substituição de coberturas e caixilharias, melhoria do isolamento térmico, melhorias da rede de águas pluviais e pinturas.

    Considera-se expectável que a concretização desta operação, além de elevar o nível de conforto e segurança dos moradores que habitam o bairro dos Fortes, conferindo melhores condições de
    habitabilidade, melhore substancialmente a imagem desta zona da cidade, gerando impactos bastantes positivos no contexto urbano onde se insere.
    Neste contexto, cumprindo-se as metas previstas, a intervenção em causa irá contribuir para a concretização dos indicadores (de realização e resultado), enunciados no ponto 1.3 do AVISO Nº
    NORTE-43-2016-18, nos seguintes termos:

    Indicadores de Realização:
    Habitações reabilitadas em áreas urbanas - Dado que a operação em questão consiste na beneficiação de 13 moradias do bairro dos Fortes, considera-se que o valor de referência é zero e que a meta será 13 unidades, correspondentes ao número de moradias a reabilitar.

    Indicadores de Resultado:
    Aumento do grau de satisfação dos residentes nas áreas intervencionadas- A meta será avaliada em função da média dos resultados obtidos às respostas dos inquéritos de satisfação globais, que serão feitos posteriormente à disponibilização do modelo pela Autoridade de Gestão.

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

     

  • Beneficiação do Espaço Público do Bairro Social de Casas dos Montes – PAICD 3.3

    Cofinanciado por:

    Fundo Desenvolvimento Regional


    Designação do projeto | Beneficiação do Espaço Público do Bairro Social de Casas dos Montes – PAICD 3.3

    Código do projeto | NORTE-05-4943-FEDER-000082
    Objetivo principal | Promover a Inclusão Social e Combater a Pobreza
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 10-07-2018
    Data de início | 02-01-2018
    Data de conclusão | 01-03-2020
    Custo total elegível | 105.986,16 €
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER - 90.088,24 €

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    Esta operação tem como principal objetivo, garantir os princípios funcionais e de acessibilidade, bem como a princípios estéticos e de qualidade ambiental, que visam a valorização paisagística dos arruamentos e espaços verdes de enquadramento dos 7 blocos de habitação coletiva que integram o Bairro Social de Casas dos Montes. Com a reabilitação deste espaço público, prevê-se contribuir significativamente para o aumento da segurança, condições de conforto e bem-estar dos moradores/usuários deste bairro, para a prevenção de comportamentos ilícitos, bem como para a melhoria do ambiente urbano, o que decerto potenciará a atratividade e revitalização socioeconómica, cultural e educativa desta zona da cidade, e contribuirá para a melhoria da qualidade de vida da população local e para a redução, se não mesmo eliminação, do sentimento de exclusão social que frequentemente recai sobre este tipo de aglomerado habitacional.

    A intervenção visa garantir questões funcionais e de acessibilidade, bem como princípios estéticos e de qualidade ambiental, que contribuam para a valorização paisagística dos arruamentos e dos espaços verdes. Prevê a reestruturação de todos os acessos aos edifícios e a reabilitação e valorização dos espaços verdes, dotando-os de melhores condições de utilização, e tornando-os em espaços de estadia e convívio, aprazíveis e atrativos.

    Considera-se expectável que a concretização desta operação, além de elevar o nível de conforto dos moradores que habitam o bairro social de Casas dos Montes, conferindo-lhe melhores condições de habitabilidade, melhore substancialmente a imagem desta zona da cidade, e o usufruto do espaço público envolvente, gerando impactos bastantes positivos no contexto urbano onde se insere.
    Neste contexto, cumprindo-se as metas previstas, a intervenção em causa irá contribuir para a concretização dos indicadores (de realização e resultado), enunciados no ponto 1.3 do AVISO Nº
    NORTE-43-2016-18, nos seguintes termos:

    Indicadores de Realização:
    Espaços abertos criados ou reabilitados em áreas urbanas – Dado que a operação em questão consiste na reabilitação do espaço público do Bairro social de Casas dos Montes, considera-se que o valor de referência é zero e que a meta será 7.000,00 m2 (correspondente à área sujeita a intervenção).

    Indicadores de Resultado:
    Aumento do grau de satisfação dos residentes nas áreas intervencionadas- A meta será avaliada em função da média dos resultados obtidos às respostas dos inquéritos de satisfação globais, que serão feitos posteriormente à disponibilização do modelo pela Autoridade de Gestão.

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

  • Cadastro de Redes de Abastecimento de Água e Drenagem de Águas Residuais do Concelho de Chaves

    Financiado por:

    POSEUR 2020

     

    Designação do projeto | Elaboração do Cadastro de Redes de Abastecimento de Água e Drenagem de Águas Residuais do Concelho de Chaves

    Código do projeto | POSEUR-03-2012-FC-000068
    Objetivo principal | Proteger o ambiente e promover a eficiência dos recursos
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 28-06-2016
    Data de início | 02-01-2017
    Data de conclusão | 31-12-2018
    Custo total elegível | 492.000,00€
    Apoio financeiro da União Europeia | Fundo de Coesão – 418.200,00€

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos


    A operação permitirá um conhecimento aprofundado das redes de infraestruturas de abastecimento de água e saneamento de águas residuais existentes no concelho de Chaves, apoiado tecnologias SIG, constituindo uma ferramenta de intervenção na gestão, manutenção e planeamento.
    O trabalho será desenvolvido em 3 fases: a execução de Ortofotomapas à escala 1:2000, o levantamento das infraestruturas propriamente ditas e a criação do Sistema de Gestão.
    Pretende-se que com a implementação desta operação haja uma melhoria substancial da eficiência dos serviços, do serviço prestado, permitindo ainda diminuir perdas de eficiência e perdas financeiras resultantes, por exemplo, da perda de água no abastecimento público e diminuir o caudal do efluente de águas residuais derivado de infiltrações resultantes do mau estado das caixas de visita e condutas.

    Resultados esperados:
    (i) Taxa de Cobertura do Cadastro referente à extensão da rede de Saneamento de Águas Residuais (SAR) – 100% (2018);
    (ii) Taxa de Cobertura do Cadastro referente à extensão da rede de Abastecimento de Água (AA) – 100% (2018);
    (iii) Extensão da rede de Saneamento de Águas Residuais cadastrada (SAR) – 450km (2018);
    (iv) Extensão da rede de Abastecimento de Água cadastrada (AA) – 750km (2018);
    (v) Grau de incremento no Índice de Conhecimento Infraestrutural de Saneamento Águas Residuais (SAR) – 40,25% (2019);
    (vi) Grau de incremento no Índice de Conhecimento Infraestrutural de Abastecimento de Água (AA) – 85,93% (2019).

     

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

  • Centro Cívico (PARU 2.3)

    Cofinanciado por:

    Fundo Desenvolvimento Regional

    Designação do projeto | Centro Cívico (PARU 2.3)

    Código do projeto | NORTE-05-2316-FEDER-000108
    Objetivo principal | Proteger o ambiente e promover a eficiência dos recursos;
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 16-04-2018
    Data de início | 02-11-2018
    Data de conclusão | 01-03-2020
    Custo total elegível | 263.556,00€
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER – 224.022,60€

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    A operação visa levar a cabo a materialização do Centro Cívico, que funcionará, após obras de reabilitação e ampliação, no edifício da antiga cantina social. Com a intervenção será colmatada uma carência sentida na cidade, no que diz respeito à existência de um espaço central, vocacionado para a realização de pequenas atividades culturais e de lazer e, responder às expectativas da população, de se dar um uso adequado a um edifício de referência.
    Considera-se objetivo básico e central da intervenção, a reabilitação e ampliação de um edifício de referência no centro da cidade de Chaves, concretamente no Largo Maria Rita, para criação de um espaço destinado a Centro Cívico, onde poderão realizar-se pequenas atividades culturais, de convívio e lazer, dotando o edifício em causa, de capacidade para responder adequadamente às exigências das funções preconizadas ao nível do conforto, polivalência e da atratividade dos espaços.
    Constituem ainda objetivos genéricos e complementares desta operação:
    • Qualificar e integrar um edifício de interesse para a cidade e, concomitantemente, criar um equipamento coletivo de forte identidade urbana, favorecendo e consolidando a centralidade do Centro Histórico de Chaves;
    • Reforçar a diversidade funcional no Centro Histórico de Chaves;
    • Contribuir para a sustentabilidade económica, funcional e patrimonial de edifícios pertencentes ao domínio municipal.
    • Garantir a existência de um equipamento de utilização coletiva, incluindo o espaço verde envolvente, vocacionado para uma utilização por parte de todas as fachas etárias da população.

    A intervenção em causa consubstancia a realização de obras da seguinte natureza:
    - Reconstrução e ampliação do edifício existente por forma a readapta-lo programaticamente para o adequado funcionamento enquanto Centro Cívico;
    - Arranjo exterior do “Jardim Maria Rita”, servindo de local de “descompressão”, incluindo tratamento paisagístico de toda envolvente exterior do edifício e reorganização dos acessos à via pública.
    Em termos programáticos, o Centro Cívico contempla a criação dos seguintes espaços/áreas:
    - Sala de Convívio/atividades, (em remodelação/adaptação do edifício pré-existente);
    - Sala de Leitura e Sala de Eventos, (em volume novo, interligado ao edifício existente);
    - Instalações Sanitárias para o conjunto edificado (em edifício pré-existente);
    - Acessos e espaços de circulações, que interligam todo o edifício preexistente e ampliação;
    - Sala de Arrumos (em edifício pré-existente);
    - Instalações de Sanitários Públicos (em volume novo Independente);
    - Arranjo Exterior do “Jardim Maria Rita” para local de lazer e readaptação às “Novas Edificações”.

    Resultados esperados:
    (i) Edifícios públicos ou comerciais construídos ou renovados em áreas urbanas – 273,50 m2 (2020);
    (ii) Espaços abertos criados ou reabilitados em áreas urbanas – 846,00 m2 (2020);
    (iii) Aumento do grau de satisfação dos residentes que habitam em áreas com estratégias integradas de desenvolvimento urbano – 4 (2020).

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

  • Centro Municipal de Proteção Civil de Chaves

    Fundo Desenvolvimento Regional
    Código do projeto | NORTE-04-2114-FEDER-000557
    Objetivo principal | Proteger o ambiente e promover a eficiência dos recursos.
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 13-07-2020
    Data de início | 01-02-2020
    Data de conclusão | 31-01-2022
    Custo total elegível | 250.000,00€
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER – 212.500,00€


    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    A presente operação objeto da candidatura, visa a remodelação/reabilitação do 1º piso de um edifício propriedade do Município, localizado na Quinta do Pinheiro, junto à EN2, tendo em vista conferir-lhe valências aptas à sua utilização enquanto “Centro Municipal de Proteção Civil”, adaptado às características da população e aos riscos existentes no concelho, e que funcionará em articulação com as restantes infraestruturas que o edifício já possui (Gabinete de Proteção Civil, Gabinete Técnico Florestal, Divisão de Recursos Operacionais do Município, vestiários, duches, cantina, cozinha e parque de viaturas).

    Com a concretização deste projeto, o Município irá dotar o concelho de Chaves de um “Centro Municipal de Proteção Civil” com recursos tecnológicos para albergar e apoiar a Comissão Municipal de Proteção Civil nas suas competências de coordenação institucional e na vertente política, promovendo uma resposta diferenciada e coordenada em situação de acidente grave ou catástrofe, nas diferentes fases de emergência (antes, durante e após a emergência), por via da ativação do Plano Municipal de Emergência de Proteção Civil.

    Resultados esperados:
    (i) Infraestrutura de proteção civil apoiadas – 1
    (ii) Campanhas de comunicação, informação, sensibilização e divulgação realizadas - 39

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

  • CHAVES EM LINHA - Promoção das TIC na Administração e Serviços Públicos

    NORTE_2020

    Designação do projeto | CHAVES EM LINHA - Promoção das TIC na Administração e Serviços Públicos

    Código do projeto | NORTE-09-0550-FEDER-000061

    Objetivo principal | Proteger o ambiente e promover a eficiência dos recursos

    Região de intervenção | Norte

    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 10-03-2017

    Data de início | 11-07-2016

    Data de conclusão | 31-07-2018

    Custo total elegível | 835.532,04 €

    Apoio financeiro da União Europeia Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional | 710.202,23 €

    Apoio financeiro público nacional/regional | 125.329,81 €

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos:
    A presente operação visa reorganizar e capacitar os serviços municipais, bem como dar apoio às juntas de freguesia e estabelecimentos escolares do concelho de Chaves, através de apoio presencial na utilização de novos soluções na área das TIC para a administração em linha, assentando na disponibilização de serviços públicos em linha, disponibilização de formulários na internet (possibilitando o preenchimento e submissão), mobilidade, digitalização documental, modelos descentralizados de atendimento e melhoria da eficiência de processos, comtemplando as seguintes ações:

    • Ação 1 - Reorganização e Capacitação dos serviços e centros de dados para computação em linha
    • Ação 2 - Desmaterialização, automatização e Interoperabilidade dos serviços municipais
    • Ação 3 - Veículo automóvel elétrico a utilizar nos serviços itinerantes
    • Ação 4 - Promoção e Divulgação dos serviços digitais "CHAVES EM LINHA
    • Ação 5 - Obras de adaptação de edifício para atendimento descentralizado

    Resultados esperados:

    1. Ações de divulgação na área da sociedade da informação dirigidas aos munícipes/ cidadãos ou empresas (15,00);
    2. Serviços da Administração Pública apoiados (1,00);
    3. Solicitações transmitidas pela internet através de formulários criados no âmbito da intervenção financiada, nos últimos 12 meses (1200,00);
    4. Solicitações transmitidas via sistemas de atendimento intermediados com a utilização de formulários criados no âmbito da intervenção financiada, nos últimos 12 meses (1000,00);
    5. Aumento do número de acessos ao “site” da entidade intervencionada (25000,00).

    BARRA_FINAL2

  • Chaves, Polo de Cultura em Rede Dois Mil Anos de História, Arquitetura e Cultura

    Fundo Desenvolvimento Regional

    Designação do projeto | Chaves, Pólo de Cultura em Rede: Dois Mil Anos de História, Arquitetura e Cultura
    Código do projeto | NORTE-04-1203-FEDER-000585
    Objetivo principal | Proteger o ambiente e promover a eficiência dos recursos
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 12-11-2020
    Data de início | 01-03-2021
    Data de conclusão | 28-02-2022
    Custo total elegível | 75.000,00 €
    Apoio financeiro da União Europeia FEDER | 75.000,00 €

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    A operação consubstancia a realização de um conjunto de iniciativas culturais diversificadas, dinâmicas e inovadoras (que evocam a relevância histórica, arquitetónica e cultural de Chaves, tendo por referência as principais épocas históricas e os principais monumentos arquitetónicos da cidade e do seu Centro Histórico), bem como a sua respetiva divulgação/promoção, a saber:
    1) FESTIVAL ETNOGRÁFICO E GASTRONÓMICO ALUSIVO AO TEMPO DAS INVASÕES FRANCESAS;
    2) ENCENAÇÃO TEATRAL DE LENDA LOCAL ALUSIVA À RECONQUISTA;
    3) CONCERTO DE MÚSICA CLÁSSICA COM ORQUESTRA SINFÓNICA;
    4) ESPETÁCULO DE MÚSICA ANCESTRAL NOS TEMPOS DOS CASTELOS;
    5) ESPETÁCULO DE DANÇA E LUZ ALUSIVO AO USO MITOLÓGICO E CURATIVO DAS ÁGUAS;
    6) CONCERTO COM BANDA POP CONTEMPORÂNEA.

    Esta operação a realizar no decorrer do ano de 2021, visa aumentar a atratividade turística e dinamizar a economia da região flaviense, de forma a reduzir as assimetrias regionais e reforçar a coesão territorial por via da realização de eventos associados ao património material e imaterial do Concelho, de modo a valorizar a matriz local cultural e social, através da preservação de valores e da constante afirmação da identidade e da memória coletiva.

    O Munícipio de Chaves assegura a realização dos eventos numa atuação conjunta entre entidades e associações de cariz social, educativo, recreativo e cultural, com o intuito de valorizar os agentes culturais do território assim como a sua oferta cultural e artística.

    Com a execução da operação, para os respetivos anos-alvo, espera-se que venham a ser alcançadas as seguintes metas:
    Indicador de Realização:
    (i) Aumento do número esperado de visitantes a sítios de património cultural e natural e atrações beneficiários de apoio (2333 visitantes/ano em 2022);
    Indicador de Resultado:
    (i) Número de espetadores (animação cultural) (5105 espetadores em 2021).

     

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

  • Construção de Abrigos de Passageiros da Rede TUC (PAMUS 5)

    Cofinanciado por:

    Fundo Desenvolvimento Regional

    Designação do projeto | Construção de Abrigos de Passageiros da Rede TUC (PAMUS 5)

    Código do projeto | NORTE-05-1406-FEDER-000121
    Objetivo principal | Apoiar a transição para uma economia com baixas emissões de carbono
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 20-07-2018
    Data de início | 03-09-2018
    Data de conclusão | 31-12-2019
    Custo total elegível | 106.742,00€
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER – 90.730,70€

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    A presente operação visa a 36 (trinta e seis) novos abrigos de passageiros, em grande parte dos pontos de paragens servidos pelos TUC permitindo, deste modo, melhorar as condições funcionais (acessibilidade e comodidade) dos utilizadores dos transportes públicos de passageiros da cidade de Chaves, e desta forma contribuir para o incentivo à utilização dos transportes públicos em detrimento do automóvel privado.
    A presente operação apresenta os seguintes objetivos:
    i) Melhorar o conforto de utilização da rede de Transportes Urbanos de Chaves (TUC);
    ii) Incrementar o número de utilizadores da referida rede TUC;
    iii) Melhorar a urbanidade da cidade;
    iv) Potenciar a mobilidade com redução de emissões, tornando mais apelativa a utilização do transporte público e desincentivando a utilização do automóvel privado nas deslocações na área urbana.

    A intervenção em causa consubstancia a realização de obras da seguinte natureza:
    - Preparação dos locais de instalação dos abrigos, incluindo demolições (demolição, remoção, escarificação e fresagem dos vários tipos de pavimentos existentes nos passeios e na via) nas zonas de implantação do abrigos;
    - Construção de fundações;
    - Reconstrução de pavimentos;
    - Fornecimento e montagem/instalação dos abrigos;
    - Infraestruturas (readaptação de infraestruturas existentes).

    Resultados esperados:
    (i) Planos de mobilidade urbana sustentável implementados – 1 (2020)
    (ii) Corredores de elevada procura de transporte implementados – 1 (2020)
    (i) Emissão estimada dos gases com efeitos de estufa – 88.787 Ton/CO2 (2023).

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

  • Construção do Centro Coordenador de Transportes (PAMUS 4)

    Cofinanciado por:

    Fundo Desenvolvimento Regional

    Designação do projeto | Construção do Centro Coordenador de Transportes (PAMUS 4)
    Código do projeto | NORTE-05-1406-FEDER-000189
    Objetivo principal | Apoiar a transição para uma economia com baixas emissões de carbono
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 21-02-2019
    Data de início | 12-12-2016
    Data de conclusão | 31-12-2020
    Custo total elegível | 1.043.885,49€
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER - 887.302,67€


    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    A presente operação visa dotar a cidade de Chaves de um Centro Coordenador de Transportes, que possibilite à população uma mobilidade urbana multimodal sustentável e altamente articulada e integrada com as restantes redes de serviços de transporte coletivo de passageiros e deste modo favorecer a melhoria ambiental urbana pela redução das emissões de gazes nocivos e o ruído resultantes da redução do tráfego de atravessamento do centro da cidade.


    Para a implementação desta ação infraestrutural serão desenvolvidas as seguintes atividades:
    - Construção do edifício/estrutura que contempla nomeadamente trabalhos de alvenarias; impermeabilização e isolamentos; cobertura; revestimento de pavimentos, paredes e tetos; carpintaria e serralharia; instalação de equipamentos sanitários, etc.;
    - Redução da “bacia de retenção” pré-existente de modo a compatibilizar com o espaço público proposto;
    - Fornecimento e colocação de sinalética interior e exterior;
    - Criação de acessos automóvel e pedonal;
    - Criação de uma área de estacionamento automóvel;
    - Arranjos dos espaços exteriores (com a criação de uma área verde e uma área ajardinada; fornecimento e colocação de sinalização vertical e estacionamento para bicicletas; fornecimento e aplicação de mobiliário urbano, entre outros).
    Resultados esperados:
    (i) Planos de mobilidade urbana sustentável implementados – 1 (2021)
    (ii) Interfaces multimodais apoiados - 1 (2021);
    (iii) Emissão estimada dos gases com efeitos de estufa – 88.787 Ton/CO2 (2023).

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

     

  • Cultura Para Todos - A Criatividade Eleva o Espírito, Agita Outros Mundos

    Fundo Social Europeu PICIIE.jpeg

    Designação do projeto | “Cultura Para Todos - A Criatividade Eleva o Espírito, Agita Outros Mundos”
    Código do projeto | NORTE-07-4230-FSE-000022
    Objetivo principal | Promover a integração social e combater a pobreza e qualquer discriminação.
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 08-02-2021
    Data de início | 18-09-2019
    Data de conclusão | 17-09-2022
    Custo total elegível | 447.058,82€
    Apoio financeiro da União Europeia | FSE - 380.000,00€

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos 

    A operação “A Criatividade Eleva o Espírito, Agita Outros Mundos – Cultura Para Todos” visa colmatar as necessidades atualmente identificadas no que toca ao acesso facilitado e equitativo à cultura. Nesse sentido pressupõe um conjunto de investimentos focado na dinamização de atividades inovadoras de experimentação artística e cultural, por forma a incentivar o desenvolvimento de competências pessoais, sociais e profissionais em grupos socialmente excluídos ou desfavorecidos.
    Considerando o definido na Prioridade de Investimento (PI) 9.1 – “Inclusão ativa, inclusivamente com vista a promover oportunidades iguais e a participação ativa e melhorar a empregabilidade” do Programa Operacional Regional do Norte, o Município de Chaves pretende assim contribuir para um acesso facilitado da cultura por grupos sociais vulneráveis, cultivando uma sociedade mais tolerante participativa, inclusiva e socialmente consciente.
    Concomitantemente, e contribuindo diretamente para os objetivos previstos no Aviso NORTE-30- 2019-21, visa ainda em particular:
    • Promover a aquisição e o desenvolvimento de competências básicas, profissionais, sociais e pessoais, junto de grupos excluídos ou socialmente desfavorecidos, através da dinamização de práticas artísticas e culturais, tendo em vista a aquisição de capacidades que contribuam para uma maior integração;
    • Fomentar o acesso de novos públicos à cultura;
    • Contribuir ativamente para a eliminação de discriminações, assimetrias económicas, sociais, culturais e territoriais, através de práticas artísticas e culturais;
    • Contribuir ativamente para o aumento dos sentimentos de pertença do indivíduo na comunidade através da promoção da ética social e da participação cultural e artística, visando o combate à exclusão social mediante o desenvolvimento de intervenções inovadoras e de respostas integradas no âmbito da infância e juventude, população idosa, pessoas com deficiência, família e comunidade.
    Em suma, com a presente operação pretende-se levar a cabo um conjunto de ações de dinamização de práticas artísticas e culturais por e ou para grupos excluídos ou socialmente desfavorecidos, bem como para idosos, em particular, iniciativas que permitam o seu envolvimento direto em experiências artísticas e/ou culturais, não exclusivamente como espectadores mas como participantes ativos na criação ou coprodução e ações de intermediação que favorecem o desenvolvimento de atitudes e capacidades de aprendizagem, com vista à aquisição de competências básicas, pessoais e sociais, recorrendo designadamente à inclusão de conteúdos e ou práticas artísticas e culturais.

    Resultados esperados 

    Indicadores de Realização:
    • Iniciativas apoiadas de promoção de inclusão social por via da cultura (5)
    • Instituições envolvidas em iniciativas apoiadas de promoção da inclusão social por via da cultura (1)

    Indicadores de Resultado:
    • Iniciativas concluídas de promoção da inclusão social por via da cultura (ou medidas de cada operação implementada) (100%)

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

     

  • Designação do projeto Reabilitação do edifício do Cine-teatro de Chaves para instalação do Centro Multiusos (Paru 2.13)

    Fundo Desenvolvimento Regional

    Código do projeto | NORTE-05-2316-FEDER-000160
    Objetivo principal | Apoiar a transição para uma economia com baixas emissões de carbono
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 28-03-2019
    Data de início | 28-05-2018
    Data de conclusão | 30-06-2020
    Custo total elegível | 760.880,30€
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER – 648.448,26€

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    A presente operação objetiva levar a cabo a reabilitação e adaptação do edifício do antigo Cine-Teatro de Chaves, para instalação de um Centro Multiusos, garantindo o cumprimento dos parâmetros espaciais e os requisitos funcionais necessários ao seu adequado funcionamento, como espaço expositivo, com uma temática focada nas águas termais características do concelho e da Região (com forte apoio de ferramentas multimédia, de forma a tornar a experiência do visitante o mais imersiva possível) e multiusos onde possam acontecer eventos culturais, como espetáculos, feiras, exposições, conferências ou congressos.

    As obras a realizar no edifício pretendem manter as fachadas em pedra já existentes, sendo estas revestidas por elementos leves. Relativamente à cobertura da nave, esta será “leve” do tipo painel sanduíche e as novas lajes serão construídas em betão. As paredes a construir serão em alvenaria. O volume a edificar compreenderá um total de três pisos, um enterrado, com principal função o apoio ao palco sobrejacente, um térreo e um piso elevado, onde se desenvolverão todas as atividades de caracter expositivo. Importante salientar que entre o piso 0 e 1, existirá um piso intermédio, de menores dimensões, com função também expositiva.


    Resultados esperados:
    (i) Espaços abertos criados ou reabilitados em áreas urbanas – 1300,00m2 (2020);
    (ii) Aumento do grau de satisfação dos residentes que habitam em áreas com estratégias integradas de desenvolvimento urbano – 4 (2020).

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

  • Edifício dos Magistrados II

    Fundo Desenvolvimento Regional

    Designação do projeto | Edifícios: Edifício dos Magistrados II
    Código do projeto | NORTE-03-1203-FEDER-000051
    Objetivo principal | Apoiar a transição para uma economia com baixas emissões de carbono
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 01-10-2018
    Data de início | 01-01-2017
    Data de conclusão | 31-12-2020
    Custo total elegível | 46.700,71 €
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER - 44.257,20 €

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    O Edifício dos Magistrados 2 propõe-se reconverter os seus sistemas energéticos, de forma a obter poupanças significativas, mantendo e melhorando os outputs de serviço e de segurança no abastecimento.
    Esta operação vai ser feita através de medidas que incidem sobre os principais drivers de consumo energético: nova unidade VRV centralizada com melhor eficiência, utilização de LED, novos envidraçados e reformulação das envolventes.

    O cenário pós operação espelha, por um lado a tecnologia, nas áreas de invenção envolvidas, que vai ser adicionada aos vários sistemas e por outro o efeito simulado pelos elementos técnicos de candidatura no comportamento em termos de consumo energético destes sistemas:
    - Cenário de consumo futuro: Consumo Energético de energia primária estimado (kWh/ano) e emissões de no primeiro ano de exploração do investimento: 19 325 KWhep kWh.
    - Redução do Consumo de Energia Primária (%, medido pelo rácio entre consumo no primeiro ano de exploração do investimento / consumo antes da intervenção) e Classe Energética Final: 66.3%, B
    - Tecnologias dos equipamentos e materiais a utilizar na operação (referentes às tipologias de operação candidatas): produção de eletricidade por painéis fotovoltaicos para autoconsumo, nova unidade VRV, novo envidraçado e melhoria dos isolamentos.

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

     

  • Edifício dos Magistrados I

    Fundo Desenvolvimento Regional

    Designação do projeto | Edifícios: Edifício dos Magistrados I
    Código do projeto |  NORTE-03-1203-FEDER-000050
    Objetivo principal | Apoiar a transição para uma economia com baixas emissões de carbono
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 31-09-2018
    Data de início | 01-01-2017
    Data de conclusão | 31-12-2020
    Custo total elegível | 51.418,04 €
    Apoio financeiro | União Europeia FEDER – 48.732,09 €

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    Esta operação tem como principal objetivo, a diminuição do consumo de energia primária em 30%.
    Visa-se reconverter os seus sistemas energéticos, de forma a obter poupanças de consumo de energia. Esta operação vai ser feita através de medidas que incidem sobre os principais drivers deconsumo energético, como por exemplo a uma nova unidade VRV centralizada com melhor eficiência, utilização de LED em toda a iluminação e novos envidraçados e reformulação das envolventes.

    O cenário pós operação espelha, por um lado a tecnologia, nas áreas de invenção envolvidas, que vai ser adicionada aos vários sistemas e por outro o efeito simulado pelos elementos técnicos de candidatura no comportamento em termos de consumo energético destes sistemas:
    - Cenário de consumo futuro: Consumo Energético de energia primária estimado (kWh/ano) 15 425 KWhep;
    - Redução do Consumo de Energia Primária (%, medido pelo rácio entre consumo no primeiro
    ano de exploração do investimento / consumo antes da intervenção) e Classe Energética Final: 70%, A.
    Tecnologias dos equipamentos e materiais a utilizar na operação, referentes às tipologias de operação candidatas): iluminação LED nova unidade VRV, novo envidraçado e melhoria dos isolamentos.

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

     

  • Edifício dos Paços dos Duques de Bragança

    Fundo Desenvolvimento Regional

    Designação do projeto | Edifícios: Edifício dos Paços dos Duques de Bragança
    Código do projeto | NORTE-03-1203-FEDER-000047
    Objetivo principal | Apoiar a transição para uma economia com baixas emissões de carbono
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 13-09-2018
    Data de início | 01-01-2017
    Data de conclusão | 31-12-2020
    Custo total elegível | 273.022,86 €
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER - 258.717,87 €

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    Esta operação tem como principal objetivo, a diminuição do consumo de energia primária em 30%.
    Este edifício vai reconverter os seus sistemas energéticos, de forma a obter poupanças significativas em termos de consumo de energia.
    Esta operação vai ser feita através de medidas que incidem sobre os principais drivers de consumo energético, como por exemplo a introdução de novos sistemas de AVAC com melhor eficiência, utilização de LED e novos envidraçados.

    O cenário pós operação espelha, por um lado a tecnologia, nas áreas de invenção envolvidas, que vai ser adicionada aos vários sistemas e por outro o efeito simulado pelos elementos técnicos de candidatura no comportamento em termos de consumo energético destes sistemas:
    - Cenário de consumo futuro: Consumo Energético de energia primária estimado (kWh/ano) e emissões de no primeiro ano de exploração do investimento: 288 258 KWhep kWh;
    - Redução do Consumo de Energia Primária (%, medido pelo rácio entre consumo no primeiro
    ano de exploração do investimento / consumo antes da intervenção) e Classe Energética Final: 45.4%; - Tecnologias dos equipamentos e materiais a utilizar na operação, referentes às tipologias de operação candidatas): novo VRV com melhor eficiência, utilização de LED em toda a iluminação e novos envidraçados.

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

     

  • Edifício POLIS

    Fundo Desenvolvimento Regional

    Designação do projeto | Edifícios: Edifício POLIS
    Código do projeto | NORTE-03-1203-FEDER-000048
    Objetivo principal | Apoiar a transição para uma economia com baixas emissões de carbono
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 13-09-2018
    Data de início | 01-01-2017
    Data de conclusão | 31-12-2020
    Custo total elegível | 99.420,19 €
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER - 94.096,05 €

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    Esta operação tem como principal objetivo, a diminuição do consumo de energia primária em 30%.
    É proposto reconverter os sistemas energéticos, de forma a obter poupanças de consumo de energia. Esta operação vai ser feita através de medidas que incidem sobre os principais drivers de consumo energético, como por exemplo a produção de eletricidade por painéis fotovoltaicos para autoconsumo, nova unidade VRV, utilização de LED e novo envidraçado.

    O cenário pós operação espelha, por um lado a tecnologia, nas áreas de invenção envolvidas, que vai ser adicionada aos vários sistemas e por outro o efeito simulado pelos elementos técnicos de candidatura no comportamento em termos de consumo energético destes sistemas:
    - Cenário de consumo futuro: Consumo Energético de energia primária estimado (kWh/ano): 31 240 KWhep. Redução do Consumo de Energia Primária (%, medido pelo rácio entre consumo no primeiro
    ano de exploração do investimento / consumo antes da intervenção) e Classe Energética Final: 67.9%, B.
    - Tecnologias dos equipamentos e materiais a utilizar na operação, referentes às tipologias de operação candidatas): produção de eletricidade por painéis fotovoltaicos para autoconsumo, nova unidade VRV, utilização de LED e novo envidraçado.

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

     

  • Edifício Principal da CMC

    Fundo Desenvolvimento Regional

    Designação do projeto | Edifícios: Edifício Principal da CMC
    Código do projeto | NORTE-03-1203-FEDER-000049
    Objetivo principal | Apoiar a transição para uma economia com baixas emissões de carbono
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 01-10-2018
    Data de início | 01-01-2017
    Data de conclusão | 31-12-2020
    Custo total elegível | 130.795,37 €
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER - 123.870,03 €

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    Esta operação tem como principal objetivo, a diminuição do consumo de energia primária em 30%.
    No edifício principal a CM Chaves propõe-se reconverter os seus sistemas energéticos, de forma a obter poupanças em termos de consumo de energia. Esta operação vai ser feita através de medidas
    que incidem sobre os principais drivers de consumo energético, como por exemplo a produção de eletricidade por PV para autoconsumo, novo VRV com melhor eficiência, recuperação de calor de ventilação, utilização de LED e novos envidraçados.

    O cenário pós operação espelha, por um lado a tecnologia, nas áreas de invenção envolvidas, que vai ser adicionada aos vários sistemas e por outro o efeito simulado pelos elementos técnicos de candidatura no comportamento em termos de consumo energético destes sistemas: Cenário de consumo futuro:
    - Consumo Energético de energia primária estimado (kWh/ano): 131 890 KWhep.
    - Redução do Consumo de Energia Primária (%, medido pelo rácio entre consumo no primeiro ano de exploração do investimento / consumo antes da intervenção) e Classe Energética Final: 34.4%, B.
    - Tecnologias dos equipamentos e materiais a utilizar na operação (referentes às tipologias de operação candidatas): produção de eletricidade por painéis fotovoltaicos para autoconsumo, novo VRV com melhor eficiência, recuperação de calor de ventilação, utilização de LED em toda a iluminação e novos envidraçados.

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

  • Eficiência Energética na Biblioteca Municipal de Chaves

    Fundo Desenvolvimento Regional

    Designação do projeto | Eficiência Energética na Biblioteca Municipal de Chaves
    Código do projeto | NORTE-03-1203-FEDER-000020
    Objetivo principal | Apoiar a transição para uma economia com baixas emissões de carbono
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 01-10-2018
    Data de início | 01-01-2017
    Data de conclusão | 31-12-2020
    Custo total elegível | 152.007,29 €
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER - 140.382,66 €

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    A Biblioteca Municipal de Chaves propõe-se reconverter os seus sistemas energéticos, de forma a obter poupanças significativas em termos de consumo de energia, mantendo e melhorando os outputs
    de serviço e de segurança no abastecimento. Esta operação vai ser feita através de medidas que incidem sobre os principais drivers de consumo energético, como por exemplo a produção de eletricidade por painéis fotovoltaicos para autoconsumo, novo chiller com melhor eficiência, recuperação de calor de ventilação, utilização de LED em toda a iluminação e novos envidraçados.

    O cenário pós operação espelha, por um lado a tecnologia, nas áreas de invenção envolvidas, que vai ser adicionada aos vários sistemas e por outro o efeito simulado pelos elementos técnicos de candidatura no comportamento em termos de consumo energético destes sistemas:
    - Cenário de consumo futuro: Consumo Energético de energia primária estimado (kWh/ano) e emissões de no primeiro ano de exploração do investimento: 125 140 KWhep kWh;
    - Redução do Consumo de Energia Primária (%, medido pelo rácio entre consumo no primeiro ano de exploração do investimento / consumo antes da intervenção) e Classe Energética Final: 61.5%, A;
    - Tecnologias dos equipamentos e materiais a utilizar na operação (referentes às tipologias de operação candidatas): produção de eletricidade por painéis fotovoltaicos para autoconsumo, novo chiller com melhor eficiência, recuperação de calor de ventilação, utilização de LED em toda a iluminação e novos envidraçados.

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

  • Eficiência Energética no Bairro dos Aregos em Chaves

    Fundo Desenvolvimento Regional

    Designação do projeto | “Eficiência Energética no Bairro dos Aregos em Chaves”
    Código do projeto | NORTE-03-1204-FEDER-000045
    Objetivo principal | Apoiar a transição para uma economia de baixo teor de carbono em todos os setores
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 11-04-2019
    Data de início | 01-06-2017
    Data de conclusão | 14-11-2021
    Custo total elegível | 1.148 628,15€
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER – 976.333,93€

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos 

    Na presente operação propõe-se reconverter os sistemas energéticos do Bairro Social dos Aregos de forma a obter poupanças significativas em termos de consumo de energia, mantendo e melhorando os outputs de serviço e conforto. Esta operação vai ser feita através de medidas que incidem sobre os principais drivers de consumo energético, como por exemplo a introdução de produção de eletricidade por painéis fotovoltaicos para autoconsumo, o aquecimento de água quente por painéis solares térmicos, o isolamento de coberturas e de fachadas, a troca dos envidraçados e respetivos caixilhos e a utilização de LED em toda a iluminação de zonas comuns.
    Os objetivos a alcançar com a presente operação são:
    • Aumentar a eficiência energética no setor da habitação social, apoiando a implementação de medidas integradas de promoção da eficiência energética e racionalizando os consumos;
    • Implementar medidas que vão promover a produção de eletricidade por painéis fotovoltaicos para autoconsumo, o aquecimento de água quente por painéis solares térmicos, o isolamento de coberturas e de fachadas, a troca dos envidraçados e caixilhos e a utilização de LED nas zonas comuns.
    Com a concretização deste projeto pretende-se essencialmente atingir os seguintes objetivos:
    • Intensificar a projeção da imagem deste território como sendo o território da água, com impacto esperado em termos de captação de fluxos turísticos para Chaves e para a região do Alto Tâmega;
    • Aumentar a notoriedade do território visando novos públicos e segmentos de visitantes/turistas;
    • Dinamizar e diversificar a estratégia de desenvolvimento turístico, por forma a aumentar o fluxo de visitantes e turistas à cidade de Chaves e a toda a região do Alto Tâmega, induzindo o surgimento de novas dinâmicas e atividades económicas conexas a este setor;
    • Aumentar a taxa de ocupação das unidades hoteleiras e a duração da estada média dos turistas, aumentar as receitas dos agentes locais e regionais da oferta turística e consequentemente, contribuir para o aumento do emprego e fixação de população na região e para o seu crescente desenvolvimento económico sustentável. Diminuir as assimetrias e reforçar a coesão territorial da região do Alto Tâmega, por via da realização de eventos associados à celebração e valorização do recurso natural transversal a todos os concelhos do Alto Tâmega;
    • Potenciar, no contexto atual adverso, atividades de índole cultural como uma das formas de reativar e mobilizar os agentes culturais locais e, indiretamente, induzir dinâmicas com reflexos nas diversas atividades socioeconómicas do concelho;
    • Promover a dinamização, promoção e desenvolvimento do património natural, arquitetónico e cultural da cidade de Chaves, enquanto instrumento de diferenciação e competitividade neste território transfronteiriço do Interior Norte de Portugal/Galiza

    Resultados esperados 

    Indicadores de Realização:
    • Agregados familiares com consumo de energia melhorado (90);
    • Diminuição anual estimada das emissões de gases com egfeito estufa (155 TonCo2).

    Indicadores de Resultado:
    • Fogos de habitação social com classificação energética melhorada (90).

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

     

  • Eficiência Energética no Edifício da ADRAT

    Fundo Desenvolvimento Regional


    Código do projeto | NORTE-03-1203-FEDER-000378
    Objetivo principal | Apoiar a transição para uma economia com baixas emissões de carbono
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 02-04-2020
    Data de início | 15-11-2019
    Data de conclusão | 01-10-2021
    Custo total elegível | 84.315,92 €
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER 79.851,42 €
          Parcela reembolsável do fundo – 77.737,42€
          Parcela não reembolsável do fundo – 2.114,00€

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    Com a presente operação pretende-se promover a melhoria da eficiência energética do edifício da ADRAT.

    Para tal proceder-se-á à reconversão dos seus sistemas energéticos, no sentido de obter poupanças significativas em termos de consumo de energia, através, nomeadamente, da utilização de LED em toda a iluminação interior, novos sistemas de ventilação, aplicação de isolamento na cobertura e a instalação de sistema solar fotovoltaico, intervenções estas que, garantirão uma redução do consumo de energia primária em pelo menos 30% e permitirão que o edifício obtenha uma classificação energética A.

    Com a execução da operação, para os respetivos anos-alvo, espera-se que venham a ser alcançadas metas determinadas pela concretização dos valores dos indicadores (de realização e resultado), enunciados no nº 15 AVISO N.º NORTE-03-2017-42, nos seguintes termos:
    Indicador de Realização:
    (i) Redução anual do consumo de energia primária nos edifícios públicos (56647 KWh/ano em 2021);
    Indicador de Resultado:
    (i) Consumo de energia final dos edifícios da administração local após intervenção (67015 KWh/ano em 2021).

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

  • Equipa Multidisciplinar/Parentalidade Positiva

    Fundo Social Europeu PICIIE

    Designação do projeto | Equipa Multidisciplinar/Parentalidade Positiva
    Código do projeto | NORTE-08-5266-FSE-000146
    Objetivo principal | Investir na Educação, na Formação e na Formação Profissional
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação 25-01-2018
    Data de início 02-01-2018
    Data de conclusão 31-12-2020
    Custo total elegível 546.116,48 €
    Apoio financeiro da União Europeia FEDER - 464.199,01 €

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    O projeto “Equipa Multidisciplinar/Parentalidade Positiva”, contempla uma ação que visa a criação de uma equipa multidisciplinar, constituída por técnicos especializados em determinadas áreas, com o objetivo de melhorar o comportamento e atitude dos alunos, o relacionamento parental e consequentemente os resultados escolares.

    Esta medida tem como principal base combater e prevenir o insucesso e o abandono escolares, por via de respostas ao nível educativo, social e sociocultural:
    - Agir de forma articulada com outros serviços no sentido de encontrar respostas para condições de vulnerabilidade (individual, familiar e social) que afetam o desempenho escolar das crianças e jovens;
    - Desenvolver medidas de apoio que fortaleçam a capacidade da família e as competências dos pais para preservarem o ambiente familiar;
    - Promover iniciativas que visem o desenvolvimento de competências parentais e o seu envolvimento na dinâmica escolar;
    - Fomentar competências pessoais e sociais das crianças e jovens.

    Resultados esperados:

    - Alunos envolvidos nas atividades de combate ao insucesso escolar, por nível de educação (EPE, EB, ES) (750);
    - Medidas de cada operação implementadas (>= 85%);
    - Municípios envolvidos na operação (1);
    - Agrupamentos/Escolas não agrupadas abrangidos por intervenções com vista à redução do abandono escolar e à melhoria do sucesso educativo de nível ISCED 2 (100%);
    - Associações de Pais envolvidas na operação (100%);
    - Outras entidades envolvidas na operação (100%);
    - Redução dos alunos nos 1.º, 2.º 3.º Ciclos e Secundário com níveis negativos (>=10%);
    - Redução da taxa de retenção e desistência (>=25%);
    - Grau de satisfação das entidades envolvidas (90%).

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

     

  • Escola Básica n.º 1 de Chaves (EB1 de Santo Amaro/ Jardim-de-Infância do Cinochaves)

    Fundo Desenvolvimento Regional

    Designação do projeto | Escola Básica n.º 1 de Chaves (EB1 de Santo Amaro/ Jardim-de-Infância do Cinochaves)
    Código do projeto | NORTE-08-5673-FEDER-000130
    Objetivo principal | Investir na Educação, na Formação e na Formação Profissional
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 02-02-2018
    Data de início | 02-08-2017
    Data de conclusão | 28-02-2018
    Custo total elegível | 672.983,40€
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER – 572.035,89€

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    Esta operação visa uma intervenção de requalificação na Escola Básica n.º 1 de Chaves, nomeadamente nos dois equipamentos que a compõem, com vista à sua adequação funcional, garantindo o conforto e segurança necessários, bem como, criar condições para melhorar o desenvolvimento dos respetivos projetos educativos e dotar/adaptar os novos espaços requalificados para as atividades sócio/educativas que os mesmos desenvolvem.

    Considera-se expectável que a concretização das intervenções objeto da presente candidatura, melhorem substancialmente as áreas funcionais dos edifícios escolares a requalificar, dotando-os com as condições de utilização exigidas, garantindo assim o cumprimento dos parâmetros espaciais e os requisitos funcionais necessários ao seu adequado funcionamento.
    As obras de requalificação dos equipamentos escolares em causa permitirão disponibilizar as condições necessárias para acolherem crianças provenientes de outros estabelecimentos de ensino que venham eventualmente a encerrar face ao decréscimo do número de alunos.
    Neste contexto, cumprindo-se as metas previstas, a intervenção vai contribuir para a concretização dos indicadores (de realização e resultado), enunciados no nº 6 AVISO N.º NORTE-14-2016-03, nos seguintes termos:

    Indicadores de Realização:
    (i) Capacidade das infraestruturas de acolhimento de crianças ou de educação apoiadas (298 alunos em 2018)
    (ii) Equipamentos de ensino intervencionados (2 equipamentos em 2018);
    (iii) Novas salas de aula (2 salas de aulas em 2018);
    (iv) Salas de aula requalificadas (14 salas de aulas em 2018);
    Indicadores de Resultado:
    (i) Alunos inscritos no estabelecimento de ensino no ano letivo seguinte ao término da intervenção (298 alunos em 2018);
    (ii) Variação do Numero de alunos (diferença entre o numero de alunos antes e após a intervenção) (23 alunos em 2018);
    (iii) Alunos integrados em regime letivo normal (rede publica) (298 alunos em 2018).

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

  • Escola Básica n.º 3 de Chaves

    Fundo Desenvolvimento Regional

    Designação do projeto | Escola Básica n.º 3 de Chaves
    Código do projeto | NORTE-08-5673-FEDER-000169
    Objetivo principal | Investir na Educação, na Formação e na Formação Profissional
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 17-01-2019
    Data de início | 13-10-2016
    Data de conclusão | 31-07-2020
    Custo total elegível | 435.192,64€
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER – 369.913,74€

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    Esta operação visa uma intervenção de requalificação e ampliação da Escola Básica n.º 3 de Chaves, nomeadamente nos dois equipamentos que a compõem, com vista à sua adequação funcional, garantindo o conforto e segurança necessários, bem como, criar condições para melhorar o desenvolvimento dos respetivos projetos educativos e dotar/adaptar os novos espaços requalificados para as atividades sócio/educativas que os mesmos desenvolvem.

    Considera-se expectável que a concretização das intervenções objeto da presente candidatura, melhorem substancialmente as áreas funcionais do edifício escolar a requalificar/ampliar, dotando-o com as condições de utilização exigidas, garantindo assim o cumprimento dos parâmetros espaciais e os requisitos funcionais necessários ao seu adequado funcionamento.
    As obras de requalificação/ampliação do equipamento escolar em causa permitirão disponibilizar as condições necessárias para acolherem crianças provenientes de outros estabelecimentos de ensino que venham eventualmente a encerrar face ao decréscimo do número de alunos.
    Neste contexto, cumprindo-se as metas previstas, a intervenção vai contribuir para a concretização dos indicadores (de realização e resultado), enunciados no nº 6 AVISO N.º NORTE-14-2016-03, nos seguintes termos:

    Indicadores de Realização:
    (i) Capacidade das infraestruturas de acolhimento de crianças ou de educação apoiadas (154 alunos em 2020);
    (ii) Equipamentos de ensino intervencionados (1 equipamento em 2020);
    (iii) Salas de aula requalificadas (6 salas de aulas em 2020);
    Indicadores de Resultado:
    (i) Taxa de cobertura da requalificação das escolas do ensino básico e secundário (12,39% em 2020);
    (ii) Alunos inscritos no estabelecimento de ensino no ano letivo seguinte ao término da intervenção (154 alunos em 2020);
    (iii) Variação do Numero de alunos (diferença entre o numero de alunos antes e após a intervenção) (19 alunos em 2020);
    (iv) Alunos integrados em regime letivo normal (rede publica) (154 alunos em 2020).

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

  • Escola EB 2,3 de Vidago

    Fundo Desenvolvimento Regional

    Designação do projeto | Escola EB 2,3 de Vidago
    Código do projeto | NORTE-08-5673-FEDER-000209
    Objetivo principal | Investir na Educação, na Formação e na Formação Profissional
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 05-03-2020
    Data de início | 18-09-2019
    Data de conclusão | 31-12-2021
    Custo total elegível | 421.784,21 €
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER 358.516,58 €

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    Com a presente operação pretende-se levar a cabo uma intervenção na Escola Básica 1,2,3 de Vidago, com vista a consolidar e dar unidade a este complexo através da correção de algumas patologias e do melhoramento das condições de utilização, nomeadamente no que se refere à eliminação de infiltrações provocadas pelas fracas condições das coberturas e o melhoramento das condições térmicas dos edifícios.
    Considera-se expectável que a concretização da intervenção na Escola EB 1,2,3 de Vidago melhore substancialmente as condições de conforto, segurança e pedagógicas deste equipamento, gerando
    impactos bastantes positivos no contexto socioeducativo.
    Com a execução da operação, para os respetivos anos-alvo, espera-se que venham a ser alcançadas metas determinadas pela concretização dos valores dos indicadores (de realização e resultado), enunciados no nº 6 AVISO N.º NORTE-73-2019-35, nos seguintes termos:
    Indicadores de Realização:
    (i) Capacidade das infraestruturas de acolhimento de crianças ou de educação apoiadas (147 alunos em 2021);
    (ii) Número de equipamentos de ensino intervencionados (1 equipamento em 2021);
    Indicadores de Resultado:
    (i) Número de alunos inscritos no estabelecimento de ensino no ano letivo seguinte ao término da intervenção (147 alunos em 2021);
    (ii) Variação do Número de alunos (diferença entre o número de alunos antes e após a intervenção)
    (-17 alunos em 2022);
    (iii) Alunos integrados em regime letivo normal (rede publica) (147 alunos em 2021).

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000