Passar para o Conteúdo Principal

brasao cm chaves

pesquisar
 

Projetos Cofinanciados - Portugal 2020

BANNER_PROJETOS_2020_C

  • Adutoras de ligação entre o sistema em alta (Alto Rabagão) e os sistemas de abastecimento em baixa-Adutoras de Bustelo, Soutelo e Vilela Seca

    POSEUR_2020_UE_690B

    Designação do projeto  Adutoras de ligação entre o sistema em alta (Alto Rabagão) e os sistemas de abastecimento em baixa-Adutoras de Bustelo, Soutelo e Vilela Seca

    Código do projeto  POSEUR-03-2012-FC-000327

    Objetivo principal  Proteger o ambiente e promover a eficiência dos recursos

    Região de intervenção  Norte

    Entidade beneficiária  Município de Chaves

     

    Data de aprovação  27-02-2017

    Data de início  01-08-2016

    Data de conclusão  31-12-2018

    Custo total elegível  999.174,00€

    Apoio financeiro da União Europeia  FEDER/FC – 849.297,90€

    Apoio financeiro público nacional/regional  149.876,10€

     

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    A presente operação visa assegurar o abastecimento de água em quantidade e qualidade a sete freguesias do concelho de Chaves (cerca de 3.500 habitantes) abastecidas até então exclusivamente por água proveniente de captações próprias. Estas povoações são servidas pelos sistemas de abastecimento de água (SAA) de Soutelo, de Bustelo e de Vilarinho da Raia que se têm revelado insuficientes face às necessidades atuais, com caudais reduzidos e de baixa qualidade.

    Face a este cenário o município de Chaves procurou encontrar soluções para estes problemas tendo concluído que a solução mais indicada passaria por assegurar um reforço ao abastecimento destes SAA a partir do abastecimento em alta do sistema do Alto Rabagão, propriedade das Águas do Norte. Assim serão construídas 3 adutoras, com origem nos pontos de entrega em “alta” das Águas do Norte, nomeadamente a adutora de Bustelo, na extensão de 3.320ml, a adutora de Soutelo, na extensão de 4.356ml e adutora de Vilela Seca na extensão de 3.057ml. Também está prevista nesta operação a construção de um reservatório com capacidade de 100m3 para SAA de Soutelo e trabalhos de substituição de equipamentos nos reservatórios dos SAA de Bustelo e Vilela Seca.

    Resultados esperados:

    • População adicional servida pelas melhorias do sistema de saneamento de águas residuais em baixa (1.947 pessoas);
    • Extensão de Rede de abastecimento de água construída (10,70 Km);
    • N.º de Estações Elevatórias construídas (2 Estações Elevatórias);
    • N.º de Reservatórios construídos nos sistemas de abastecimento de água apoiados (1 Reservatório);
    • N.º de Reservatórios remodelados nos sistemas de abastecimento de água apoiados (2 Reservatórios);
    • Redução das ocorrências de falhas no abastecimento em baixa (100%);
    • Alojamentos com adesão ao serviço em alta (76%). 

    BARRA_FINAL2

  • Aquanatur Palace

    Fundo Desenvolvimento Regional

    Designação do projeto | Aquanatur Palace
    Código do projeto | NORTE-06-3928-FEDER-000003
    Objetivo principal | Proteger o ambiente e promover a eficiência dos recursos
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 09-08-2018
    Data de início | 28-05-2018
    Data de conclusão | 30-06-2020
    Custo total elegível | 869.070,00€
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER – 738.709,50€

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    A operação visa a conceção e instalação do “Aquanatur Palace (Palácio da Água)” incluindo a definição do projeto tecnológico e conceptual, a definição técnica e funcional dos conteúdos imersivos
    multissensoriais e das experiências interativas, a aquisição e instalação dos equipamentos inerentes às experiências (software e hardware), a realização do anteprojeto de Living Lab e o apoio na implementação e adaptação ao Centro Multiusos de Chaves.
    O objetivo central desta operação consiste na conceção e implementação de um elemento espacial único e inovador, carregado de simbolismo e de grande capacidade de atração, representativo de toda a estratégia AQUANATUR e do território do Alto Tâmega, como sendo o “Território da água”
    Considera-se expectável que a concretização desta intervenção venha impulsionar significativamente o desenvolvimento de toda a região do Alto Tâmega, dotando-a de um infraestrutura singular e com forte capacidade atrativa, quer pelo tratamento espacial diferenciador, quer pelo nível elevado de inovação tecnológica que irá possuir.

    Neste contexto, cumprindo-se as metas previstas, a intervenção em causa irá contribuir para a concretização dos indicadores de realização enunciados no ponto 6 do AVISO Nº NORTE-28-2018-04, nos seguintes termos:
    Indicadores de Realização:
    (i) Infraestruturas turísticas apoiadas (nº1) - O valor (meta) é referente à infraestrutura do Aquanatur Palace (Palácio da água);
    (ii) Estudos realizados (nº2) - O valor (meta) é referente aos 2 estudos que estão a ser realizados no âmbito da conceção e definição técnica dos conteúdos imersivos sensoriais que vão ser instalados, bem como da conceção e desenvolvimenyo do modelo de sustentabilidade do equipamento(“Living LAB”).

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

     

  • Beneficiação do Edificado do Bairro Social de Casas dos Montes (Reabilitação integral de 11 edifícios) - PAICD 3.2

    Cofinanciado por:

    Fundo Desenvolvimento Regional


    Designação do projeto | Beneficiação do Edificado do Bairro Social de Casas dos Montes (Reabilitação integral de 11 edifícios) - PAICD 3.2

    Código do projeto | NORTE-05-4943-FEDER-000081
    Objetivo principal | Promover a Inclusão Social e Combater a Pobreza
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 10-07-2018
    Data de início | 24-04-2017
    Data de conclusão | 01-03-2020
    Custo total elegível | 1.992.969,18 €
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER – 1.694.023,80 €

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    Esta operação tem como principal objetivo dotar os 11 edifícios de habitação coletiva que integram o Bairro Social de Casas dos Montes, de melhores condições de habitabilidade através de obras de
    reabilitação, que visam sobretudo colmatar as várias patologias existentes no edificado, quer ao nível interior, como exterior, por forma a conferir maior conforto, segurança e dignidade aos moradores que aí habitam.
    Entende-se que este investimento contribuirá para melhorar as condições de conforto, salubridade e bem-estar das populações residentes, como ainda a imagem global da cidade (interna e externa), o que decerto potenciará a sua atratividade e revitalização socioeconómica, cultural e educativa.
    A intervenção visa a resolução de patologias existentes nos edifícios (apartamentos da CMChaves e zonas comuns), através da reparação de pavimentos, substituição de instalações sanitárias, reparação da rede de abastecimento de água, saneamento e rede elétrica, reparação de carpintarias, reparação de paredes e tetos, cozinhas, substituição de coberturas e caixilharias, melhoria do isolamento térmico, melhorias da rede de águas pluviais e pinturas.
    Considera-se expectável que a concretização desta operação, além de elevar o nível de conforto e segurança dos moradores que habitam o bairro de Casas dos Montes, conferindo-lhe melhores condições de habitabilidade, melhore substancialmente a imagem desta zona da cidade, gerando impactos bastantes positivos no contexto urbano onde se insere.
    Neste contexto, cumprindo-se as metas previstas, a intervenção em causa irá contribuir para a concretização dos indicadores (de realização e resultado), enunciados no ponto 1.3 do AVISO Nº NORTE-43-2016-18, nos seguintes termos:

    Indicadores de Realização:
    Habitações reabilitadas em áreas urbanas - Dado que a operação em questão consiste na beneficiação de 57 habitações/apartamentos do bairro social de Casas dos Montes, considera-se que o valor de referência é zero e que a meta será 57 unidades, correspondentes ao número de apartamentos a reabilitar.

    Indicadores de Resultado:
    Aumento do grau de satisfação dos residentes nas áreas intervencionadas- A meta será avaliada em função da média dos resultados obtidos às respostas dos inquéritos de satisfação globais, que serão feitos posteriormente à disponibilização do modelo pela Autoridade de Gestão.

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

     

  • Beneficiação do Edificado do Bairro Social dos Fortes (Reabilitação integral de 13 moradias da CMC) - PAICD 3.1

    Cofinanciado por:

    Fundo Desenvolvimento Regional

    Designação do projeto | Beneficiação do Edificado do Bairro Social dos Fortes (Reabilitação integral de 13 moradias da CMC) - PAICD 3.1

    Código do projeto | NORTE-05-4943-FEDER-000080
    Objetivo principal | Promover a Inclusão Social e Combater a Pobreza
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 10-07-2018
    Data de início | 24-04-2017
    Data de conclusão | 01-03-2020
    Custo total elegível | 430.964,59 €
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER - 366.319,90 €

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    Esta operação tem como principal objetivo dotar 13 moradias do Bairro Social dos Fortes, de melhores condições de habitabilidade através de obras de reabilitação, que visam sobretudo colmatar as várias patologias existentes no edificado, quer ao nível interior, como exterior, por forma a conferir maior conforto, segurança e dignidade aos moradores que aí habitam.

    Entende-se que este investimento contribuirá para melhorar as condições de conforto, salubridade e bem-estar das populações residentes, como ainda a imagem global da cidade (interna e externa), o que decerto potenciará a sua atratividade e revitalização socioeconómica, cultural e educativa.
    Com a concretização desta intervenção serão solucionadas patologias existentes nas moradias, através da reparação/substituição de pavimentos, reparação/substituição de cozinhas, substituição de instalações sanitárias, reparação da rede de abastecimento de água, saneamento e rede elétrica, reparação de carpintarias, reparação de paredes e tetos, substituição de coberturas e caixilharias, melhoria do isolamento térmico, melhorias da rede de águas pluviais e pinturas.

    Considera-se expectável que a concretização desta operação, além de elevar o nível de conforto e segurança dos moradores que habitam o bairro dos Fortes, conferindo melhores condições de
    habitabilidade, melhore substancialmente a imagem desta zona da cidade, gerando impactos bastantes positivos no contexto urbano onde se insere.
    Neste contexto, cumprindo-se as metas previstas, a intervenção em causa irá contribuir para a concretização dos indicadores (de realização e resultado), enunciados no ponto 1.3 do AVISO Nº
    NORTE-43-2016-18, nos seguintes termos:

    Indicadores de Realização:
    Habitações reabilitadas em áreas urbanas - Dado que a operação em questão consiste na beneficiação de 13 moradias do bairro dos Fortes, considera-se que o valor de referência é zero e que a meta será 13 unidades, correspondentes ao número de moradias a reabilitar.

    Indicadores de Resultado:
    Aumento do grau de satisfação dos residentes nas áreas intervencionadas- A meta será avaliada em função da média dos resultados obtidos às respostas dos inquéritos de satisfação globais, que serão feitos posteriormente à disponibilização do modelo pela Autoridade de Gestão.

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

     

  • Beneficiação do Espaço Público do Bairro Social de Casas dos Montes – PAICD 3.3

    Cofinanciado por:

    Fundo Desenvolvimento Regional


    Designação do projeto | Beneficiação do Espaço Público do Bairro Social de Casas dos Montes – PAICD 3.3

    Código do projeto | NORTE-05-4943-FEDER-000082
    Objetivo principal | Promover a Inclusão Social e Combater a Pobreza
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 10-07-2018
    Data de início | 02-01-2018
    Data de conclusão | 01-03-2020
    Custo total elegível | 105.986,16 €
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER - 90.088,24 €

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    Esta operação tem como principal objetivo, garantir os princípios funcionais e de acessibilidade, bem como a princípios estéticos e de qualidade ambiental, que visam a valorização paisagística dos arruamentos e espaços verdes de enquadramento dos 7 blocos de habitação coletiva que integram o Bairro Social de Casas dos Montes. Com a reabilitação deste espaço público, prevê-se contribuir significativamente para o aumento da segurança, condições de conforto e bem-estar dos moradores/usuários deste bairro, para a prevenção de comportamentos ilícitos, bem como para a melhoria do ambiente urbano, o que decerto potenciará a atratividade e revitalização socioeconómica, cultural e educativa desta zona da cidade, e contribuirá para a melhoria da qualidade de vida da população local e para a redução, se não mesmo eliminação, do sentimento de exclusão social que frequentemente recai sobre este tipo de aglomerado habitacional.

    A intervenção visa garantir questões funcionais e de acessibilidade, bem como princípios estéticos e de qualidade ambiental, que contribuam para a valorização paisagística dos arruamentos e dos espaços verdes. Prevê a reestruturação de todos os acessos aos edifícios e a reabilitação e valorização dos espaços verdes, dotando-os de melhores condições de utilização, e tornando-os em espaços de estadia e convívio, aprazíveis e atrativos.

    Considera-se expectável que a concretização desta operação, além de elevar o nível de conforto dos moradores que habitam o bairro social de Casas dos Montes, conferindo-lhe melhores condições de habitabilidade, melhore substancialmente a imagem desta zona da cidade, e o usufruto do espaço público envolvente, gerando impactos bastantes positivos no contexto urbano onde se insere.
    Neste contexto, cumprindo-se as metas previstas, a intervenção em causa irá contribuir para a concretização dos indicadores (de realização e resultado), enunciados no ponto 1.3 do AVISO Nº
    NORTE-43-2016-18, nos seguintes termos:

    Indicadores de Realização:
    Espaços abertos criados ou reabilitados em áreas urbanas – Dado que a operação em questão consiste na reabilitação do espaço público do Bairro social de Casas dos Montes, considera-se que o valor de referência é zero e que a meta será 7.000,00 m2 (correspondente à área sujeita a intervenção).

    Indicadores de Resultado:
    Aumento do grau de satisfação dos residentes nas áreas intervencionadas- A meta será avaliada em função da média dos resultados obtidos às respostas dos inquéritos de satisfação globais, que serão feitos posteriormente à disponibilização do modelo pela Autoridade de Gestão.

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

  • Cadastro de Redes de Abastecimento de Água e Drenagem de Águas Residuais do Concelho de Chaves

    Financiado por:

    POSEUR 2020

     

    Designação do projeto | Elaboração do Cadastro de Redes de Abastecimento de Água e Drenagem de Águas Residuais do Concelho de Chaves

    Código do projeto | POSEUR-03-2012-FC-000068
    Objetivo principal | Proteger o ambiente e promover a eficiência dos recursos
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 28-06-2016
    Data de início | 02-01-2017
    Data de conclusão | 31-12-2018
    Custo total elegível | 492.000,00€
    Apoio financeiro da União Europeia | Fundo de Coesão – 418.200,00€

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos


    A operação permitirá um conhecimento aprofundado das redes de infraestruturas de abastecimento de água e saneamento de águas residuais existentes no concelho de Chaves, apoiado tecnologias SIG, constituindo uma ferramenta de intervenção na gestão, manutenção e planeamento.
    O trabalho será desenvolvido em 3 fases: a execução de Ortofotomapas à escala 1:2000, o levantamento das infraestruturas propriamente ditas e a criação do Sistema de Gestão.
    Pretende-se que com a implementação desta operação haja uma melhoria substancial da eficiência dos serviços, do serviço prestado, permitindo ainda diminuir perdas de eficiência e perdas financeiras resultantes, por exemplo, da perda de água no abastecimento público e diminuir o caudal do efluente de águas residuais derivado de infiltrações resultantes do mau estado das caixas de visita e condutas.

    Resultados esperados:
    (i) Taxa de Cobertura do Cadastro referente à extensão da rede de Saneamento de Águas Residuais (SAR) – 100% (2018);
    (ii) Taxa de Cobertura do Cadastro referente à extensão da rede de Abastecimento de Água (AA) – 100% (2018);
    (iii) Extensão da rede de Saneamento de Águas Residuais cadastrada (SAR) – 450km (2018);
    (iv) Extensão da rede de Abastecimento de Água cadastrada (AA) – 750km (2018);
    (v) Grau de incremento no Índice de Conhecimento Infraestrutural de Saneamento Águas Residuais (SAR) – 40,25% (2019);
    (vi) Grau de incremento no Índice de Conhecimento Infraestrutural de Abastecimento de Água (AA) – 85,93% (2019).

     

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

  • Centro Cívico (PARU 2.3)

    Cofinanciado por:

    Fundo Desenvolvimento Regional

    Designação do projeto | Centro Cívico (PARU 2.3)

    Código do projeto | NORTE-05-2316-FEDER-000108
    Objetivo principal | Proteger o ambiente e promover a eficiência dos recursos;
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 16-04-2018
    Data de início | 02-11-2018
    Data de conclusão | 01-03-2020
    Custo total elegível | 263.556,00€
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER – 224.022,60€

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    A operação visa levar a cabo a materialização do Centro Cívico, que funcionará, após obras de reabilitação e ampliação, no edifício da antiga cantina social. Com a intervenção será colmatada uma carência sentida na cidade, no que diz respeito à existência de um espaço central, vocacionado para a realização de pequenas atividades culturais e de lazer e, responder às expectativas da população, de se dar um uso adequado a um edifício de referência.
    Considera-se objetivo básico e central da intervenção, a reabilitação e ampliação de um edifício de referência no centro da cidade de Chaves, concretamente no Largo Maria Rita, para criação de um espaço destinado a Centro Cívico, onde poderão realizar-se pequenas atividades culturais, de convívio e lazer, dotando o edifício em causa, de capacidade para responder adequadamente às exigências das funções preconizadas ao nível do conforto, polivalência e da atratividade dos espaços.
    Constituem ainda objetivos genéricos e complementares desta operação:
    • Qualificar e integrar um edifício de interesse para a cidade e, concomitantemente, criar um equipamento coletivo de forte identidade urbana, favorecendo e consolidando a centralidade do Centro Histórico de Chaves;
    • Reforçar a diversidade funcional no Centro Histórico de Chaves;
    • Contribuir para a sustentabilidade económica, funcional e patrimonial de edifícios pertencentes ao domínio municipal.
    • Garantir a existência de um equipamento de utilização coletiva, incluindo o espaço verde envolvente, vocacionado para uma utilização por parte de todas as fachas etárias da população.

    A intervenção em causa consubstancia a realização de obras da seguinte natureza:
    - Reconstrução e ampliação do edifício existente por forma a readapta-lo programaticamente para o adequado funcionamento enquanto Centro Cívico;
    - Arranjo exterior do “Jardim Maria Rita”, servindo de local de “descompressão”, incluindo tratamento paisagístico de toda envolvente exterior do edifício e reorganização dos acessos à via pública.
    Em termos programáticos, o Centro Cívico contempla a criação dos seguintes espaços/áreas:
    - Sala de Convívio/atividades, (em remodelação/adaptação do edifício pré-existente);
    - Sala de Leitura e Sala de Eventos, (em volume novo, interligado ao edifício existente);
    - Instalações Sanitárias para o conjunto edificado (em edifício pré-existente);
    - Acessos e espaços de circulações, que interligam todo o edifício preexistente e ampliação;
    - Sala de Arrumos (em edifício pré-existente);
    - Instalações de Sanitários Públicos (em volume novo Independente);
    - Arranjo Exterior do “Jardim Maria Rita” para local de lazer e readaptação às “Novas Edificações”.

    Resultados esperados:
    (i) Edifícios públicos ou comerciais construídos ou renovados em áreas urbanas – 273,50 m2 (2020);
    (ii) Espaços abertos criados ou reabilitados em áreas urbanas – 846,00 m2 (2020);
    (iii) Aumento do grau de satisfação dos residentes que habitam em áreas com estratégias integradas de desenvolvimento urbano – 4 (2020).

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

  • CHAVES EM LINHA - Promoção das TIC na Administração e Serviços Públicos

    NORTE_2020

    Designação do projeto | CHAVES EM LINHA - Promoção das TIC na Administração e Serviços Públicos

    Código do projeto | NORTE-09-0550-FEDER-000061

    Objetivo principal | Proteger o ambiente e promover a eficiência dos recursos

    Região de intervenção | Norte

    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 10-03-2017

    Data de início | 11-07-2016

    Data de conclusão | 31-07-2018

    Custo total elegível | 835.532,04 €

    Apoio financeiro da União Europeia Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional | 710.202,23 €

    Apoio financeiro público nacional/regional | 125.329,81 €

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos:
    A presente operação visa reorganizar e capacitar os serviços municipais, bem como dar apoio às juntas de freguesia e estabelecimentos escolares do concelho de Chaves, através de apoio presencial na utilização de novos soluções na área das TIC para a administração em linha, assentando na disponibilização de serviços públicos em linha, disponibilização de formulários na internet (possibilitando o preenchimento e submissão), mobilidade, digitalização documental, modelos descentralizados de atendimento e melhoria da eficiência de processos, comtemplando as seguintes ações:

    • Ação 1 - Reorganização e Capacitação dos serviços e centros de dados para computação em linha
    • Ação 2 - Desmaterialização, automatização e Interoperabilidade dos serviços municipais
    • Ação 3 - Veículo automóvel elétrico a utilizar nos serviços itinerantes
    • Ação 4 - Promoção e Divulgação dos serviços digitais "CHAVES EM LINHA
    • Ação 5 - Obras de adaptação de edifício para atendimento descentralizado

    Resultados esperados:

    1. Ações de divulgação na área da sociedade da informação dirigidas aos munícipes/ cidadãos ou empresas (15,00);
    2. Serviços da Administração Pública apoiados (1,00);
    3. Solicitações transmitidas pela internet através de formulários criados no âmbito da intervenção financiada, nos últimos 12 meses (1200,00);
    4. Solicitações transmitidas via sistemas de atendimento intermediados com a utilização de formulários criados no âmbito da intervenção financiada, nos últimos 12 meses (1000,00);
    5. Aumento do número de acessos ao “site” da entidade intervencionada (25000,00).

    BARRA_FINAL2

  • Construção de Abrigos de Passageiros da Rede TUC (PAMUS 5)

    Cofinanciado por:

    Fundo Desenvolvimento Regional

    Designação do projeto | Construção de Abrigos de Passageiros da Rede TUC (PAMUS 5)

    Código do projeto | NORTE-05-1406-FEDER-000121
    Objetivo principal | Apoiar a transição para uma economia com baixas emissões de carbono
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 20-07-2018
    Data de início | 03-09-2018
    Data de conclusão | 31-12-2019
    Custo total elegível | 106.742,00€
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER – 90.730,70€

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    A presente operação visa a 36 (trinta e seis) novos abrigos de passageiros, em grande parte dos pontos de paragens servidos pelos TUC permitindo, deste modo, melhorar as condições funcionais (acessibilidade e comodidade) dos utilizadores dos transportes públicos de passageiros da cidade de Chaves, e desta forma contribuir para o incentivo à utilização dos transportes públicos em detrimento do automóvel privado.
    A presente operação apresenta os seguintes objetivos:
    i) Melhorar o conforto de utilização da rede de Transportes Urbanos de Chaves (TUC);
    ii) Incrementar o número de utilizadores da referida rede TUC;
    iii) Melhorar a urbanidade da cidade;
    iv) Potenciar a mobilidade com redução de emissões, tornando mais apelativa a utilização do transporte público e desincentivando a utilização do automóvel privado nas deslocações na área urbana.

    A intervenção em causa consubstancia a realização de obras da seguinte natureza:
    - Preparação dos locais de instalação dos abrigos, incluindo demolições (demolição, remoção, escarificação e fresagem dos vários tipos de pavimentos existentes nos passeios e na via) nas zonas de implantação do abrigos;
    - Construção de fundações;
    - Reconstrução de pavimentos;
    - Fornecimento e montagem/instalação dos abrigos;
    - Infraestruturas (readaptação de infraestruturas existentes).

    Resultados esperados:
    (i) Planos de mobilidade urbana sustentável implementados – 1 (2020)
    (ii) Corredores de elevada procura de transporte implementados – 1 (2020)
    (i) Emissão estimada dos gases com efeitos de estufa – 88.787 Ton/CO2 (2023).

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

  • Construção do Centro Coordenador de Transportes (PAMUS 4)

    Cofinanciado por:

    Fundo Desenvolvimento Regional

    Designação do projeto | Construção do Centro Coordenador de Transportes (PAMUS 4)
    Código do projeto | NORTE-05-1406-FEDER-000189
    Objetivo principal | Apoiar a transição para uma economia com baixas emissões de carbono
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 21-02-2019
    Data de início | 12-12-2016
    Data de conclusão | 31-12-2020
    Custo total elegível | 1.043.885,49€
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER - 887.302,67€


    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    A presente operação visa dotar a cidade de Chaves de um Centro Coordenador de Transportes, que possibilite à população uma mobilidade urbana multimodal sustentável e altamente articulada e integrada com as restantes redes de serviços de transporte coletivo de passageiros e deste modo favorecer a melhoria ambiental urbana pela redução das emissões de gazes nocivos e o ruído resultantes da redução do tráfego de atravessamento do centro da cidade.


    Para a implementação desta ação infraestrutural serão desenvolvidas as seguintes atividades:
    - Construção do edifício/estrutura que contempla nomeadamente trabalhos de alvenarias; impermeabilização e isolamentos; cobertura; revestimento de pavimentos, paredes e tetos; carpintaria e serralharia; instalação de equipamentos sanitários, etc.;
    - Redução da “bacia de retenção” pré-existente de modo a compatibilizar com o espaço público proposto;
    - Fornecimento e colocação de sinalética interior e exterior;
    - Criação de acessos automóvel e pedonal;
    - Criação de uma área de estacionamento automóvel;
    - Arranjos dos espaços exteriores (com a criação de uma área verde e uma área ajardinada; fornecimento e colocação de sinalização vertical e estacionamento para bicicletas; fornecimento e aplicação de mobiliário urbano, entre outros).
    Resultados esperados:
    (i) Planos de mobilidade urbana sustentável implementados – 1 (2021)
    (ii) Interfaces multimodais apoiados - 1 (2021);
    (iii) Emissão estimada dos gases com efeitos de estufa – 88.787 Ton/CO2 (2023).

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

     

  • Designação do projeto Reabilitação do edifício do Cine-teatro de Chaves para instalação do Centro Multiusos (Paru 2.13)

    Fundo Desenvolvimento Regional

    Código do projeto | NORTE-05-2316-FEDER-000160
    Objetivo principal | Apoiar a transição para uma economia com baixas emissões de carbono
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 28-03-2019
    Data de início | 28-05-2018
    Data de conclusão | 30-06-2020
    Custo total elegível | 760.880,30€
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER – 648.448,26€

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    A presente operação objetiva levar a cabo a reabilitação e adaptação do edifício do antigo Cine-Teatro de Chaves, para instalação de um Centro Multiusos, garantindo o cumprimento dos parâmetros espaciais e os requisitos funcionais necessários ao seu adequado funcionamento, como espaço expositivo, com uma temática focada nas águas termais características do concelho e da Região (com forte apoio de ferramentas multimédia, de forma a tornar a experiência do visitante o mais imersiva possível) e multiusos onde possam acontecer eventos culturais, como espetáculos, feiras, exposições, conferências ou congressos.

    As obras a realizar no edifício pretendem manter as fachadas em pedra já existentes, sendo estas revestidas por elementos leves. Relativamente à cobertura da nave, esta será “leve” do tipo painel sanduíche e as novas lajes serão construídas em betão. As paredes a construir serão em alvenaria. O volume a edificar compreenderá um total de três pisos, um enterrado, com principal função o apoio ao palco sobrejacente, um térreo e um piso elevado, onde se desenvolverão todas as atividades de caracter expositivo. Importante salientar que entre o piso 0 e 1, existirá um piso intermédio, de menores dimensões, com função também expositiva.


    Resultados esperados:
    (i) Espaços abertos criados ou reabilitados em áreas urbanas – 1300,00m2 (2020);
    (ii) Aumento do grau de satisfação dos residentes que habitam em áreas com estratégias integradas de desenvolvimento urbano – 4 (2020).

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

  • Edifício dos Magistrados II

    Fundo Desenvolvimento Regional

    Designação do projeto | Edifícios: Edifício dos Magistrados II
    Código do projeto | NORTE-03-1203-FEDER-000051
    Objetivo principal | Apoiar a transição para uma economia com baixas emissões de carbono
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 01-10-2018
    Data de início | 01-01-2017
    Data de conclusão | 31-12-2020
    Custo total elegível | 46.700,71 €
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER - 44.257,20 €

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    O Edifício dos Magistrados 2 propõe-se reconverter os seus sistemas energéticos, de forma a obter poupanças significativas, mantendo e melhorando os outputs de serviço e de segurança no abastecimento.
    Esta operação vai ser feita através de medidas que incidem sobre os principais drivers de consumo energético: nova unidade VRV centralizada com melhor eficiência, utilização de LED, novos envidraçados e reformulação das envolventes.

    O cenário pós operação espelha, por um lado a tecnologia, nas áreas de invenção envolvidas, que vai ser adicionada aos vários sistemas e por outro o efeito simulado pelos elementos técnicos de candidatura no comportamento em termos de consumo energético destes sistemas:
    - Cenário de consumo futuro: Consumo Energético de energia primária estimado (kWh/ano) e emissões de no primeiro ano de exploração do investimento: 19 325 KWhep kWh.
    - Redução do Consumo de Energia Primária (%, medido pelo rácio entre consumo no primeiro ano de exploração do investimento / consumo antes da intervenção) e Classe Energética Final: 66.3%, B
    - Tecnologias dos equipamentos e materiais a utilizar na operação (referentes às tipologias de operação candidatas): produção de eletricidade por painéis fotovoltaicos para autoconsumo, nova unidade VRV, novo envidraçado e melhoria dos isolamentos.

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

     

  • Edifício dos Magistrados I

    Fundo Desenvolvimento Regional

    Designação do projeto | Edifícios: Edifício dos Magistrados I
    Código do projeto |  NORTE-03-1203-FEDER-000050
    Objetivo principal | Apoiar a transição para uma economia com baixas emissões de carbono
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 31-09-2018
    Data de início | 01-01-2017
    Data de conclusão | 31-12-2020
    Custo total elegível | 51.418,04 €
    Apoio financeiro | União Europeia FEDER – 48.732,09 €

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    Esta operação tem como principal objetivo, a diminuição do consumo de energia primária em 30%.
    Visa-se reconverter os seus sistemas energéticos, de forma a obter poupanças de consumo de energia. Esta operação vai ser feita através de medidas que incidem sobre os principais drivers deconsumo energético, como por exemplo a uma nova unidade VRV centralizada com melhor eficiência, utilização de LED em toda a iluminação e novos envidraçados e reformulação das envolventes.

    O cenário pós operação espelha, por um lado a tecnologia, nas áreas de invenção envolvidas, que vai ser adicionada aos vários sistemas e por outro o efeito simulado pelos elementos técnicos de candidatura no comportamento em termos de consumo energético destes sistemas:
    - Cenário de consumo futuro: Consumo Energético de energia primária estimado (kWh/ano) 15 425 KWhep;
    - Redução do Consumo de Energia Primária (%, medido pelo rácio entre consumo no primeiro
    ano de exploração do investimento / consumo antes da intervenção) e Classe Energética Final: 70%, A.
    Tecnologias dos equipamentos e materiais a utilizar na operação, referentes às tipologias de operação candidatas): iluminação LED nova unidade VRV, novo envidraçado e melhoria dos isolamentos.

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

     

  • Edifício dos Paços dos Duques de Bragança

    Fundo Desenvolvimento Regional

    Designação do projeto | Edifícios: Edifício dos Paços dos Duques de Bragança
    Código do projeto | NORTE-03-1203-FEDER-000047
    Objetivo principal | Apoiar a transição para uma economia com baixas emissões de carbono
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 13-09-2018
    Data de início | 01-01-2017
    Data de conclusão | 31-12-2020
    Custo total elegível | 273.022,86 €
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER - 258.717,87 €

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    Esta operação tem como principal objetivo, a diminuição do consumo de energia primária em 30%.
    Este edifício vai reconverter os seus sistemas energéticos, de forma a obter poupanças significativas em termos de consumo de energia.
    Esta operação vai ser feita através de medidas que incidem sobre os principais drivers de consumo energético, como por exemplo a introdução de novos sistemas de AVAC com melhor eficiência, utilização de LED e novos envidraçados.

    O cenário pós operação espelha, por um lado a tecnologia, nas áreas de invenção envolvidas, que vai ser adicionada aos vários sistemas e por outro o efeito simulado pelos elementos técnicos de candidatura no comportamento em termos de consumo energético destes sistemas:
    - Cenário de consumo futuro: Consumo Energético de energia primária estimado (kWh/ano) e emissões de no primeiro ano de exploração do investimento: 288 258 KWhep kWh;
    - Redução do Consumo de Energia Primária (%, medido pelo rácio entre consumo no primeiro
    ano de exploração do investimento / consumo antes da intervenção) e Classe Energética Final: 45.4%; - Tecnologias dos equipamentos e materiais a utilizar na operação, referentes às tipologias de operação candidatas): novo VRV com melhor eficiência, utilização de LED em toda a iluminação e novos envidraçados.

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

     

  • Edifício POLIS

    Fundo Desenvolvimento Regional

    Designação do projeto | Edifícios: Edifício POLIS
    Código do projeto | NORTE-03-1203-FEDER-000048
    Objetivo principal | Apoiar a transição para uma economia com baixas emissões de carbono
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 13-09-2018
    Data de início | 01-01-2017
    Data de conclusão | 31-12-2020
    Custo total elegível | 99.420,19 €
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER - 94.096,05 €

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    Esta operação tem como principal objetivo, a diminuição do consumo de energia primária em 30%.
    É proposto reconverter os sistemas energéticos, de forma a obter poupanças de consumo de energia. Esta operação vai ser feita através de medidas que incidem sobre os principais drivers de consumo energético, como por exemplo a produção de eletricidade por painéis fotovoltaicos para autoconsumo, nova unidade VRV, utilização de LED e novo envidraçado.

    O cenário pós operação espelha, por um lado a tecnologia, nas áreas de invenção envolvidas, que vai ser adicionada aos vários sistemas e por outro o efeito simulado pelos elementos técnicos de candidatura no comportamento em termos de consumo energético destes sistemas:
    - Cenário de consumo futuro: Consumo Energético de energia primária estimado (kWh/ano): 31 240 KWhep. Redução do Consumo de Energia Primária (%, medido pelo rácio entre consumo no primeiro
    ano de exploração do investimento / consumo antes da intervenção) e Classe Energética Final: 67.9%, B.
    - Tecnologias dos equipamentos e materiais a utilizar na operação, referentes às tipologias de operação candidatas): produção de eletricidade por painéis fotovoltaicos para autoconsumo, nova unidade VRV, utilização de LED e novo envidraçado.

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

     

  • Edifício Principal da CMC

    Fundo Desenvolvimento Regional

    Designação do projeto | Edifícios: Edifício Principal da CMC
    Código do projeto | NORTE-03-1203-FEDER-000049
    Objetivo principal | Apoiar a transição para uma economia com baixas emissões de carbono
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 01-10-2018
    Data de início | 01-01-2017
    Data de conclusão | 31-12-2020
    Custo total elegível | 130.795,37 €
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER - 123.870,03 €

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    Esta operação tem como principal objetivo, a diminuição do consumo de energia primária em 30%.
    No edifício principal a CM Chaves propõe-se reconverter os seus sistemas energéticos, de forma a obter poupanças em termos de consumo de energia. Esta operação vai ser feita através de medidas
    que incidem sobre os principais drivers de consumo energético, como por exemplo a produção de eletricidade por PV para autoconsumo, novo VRV com melhor eficiência, recuperação de calor de ventilação, utilização de LED e novos envidraçados.

    O cenário pós operação espelha, por um lado a tecnologia, nas áreas de invenção envolvidas, que vai ser adicionada aos vários sistemas e por outro o efeito simulado pelos elementos técnicos de candidatura no comportamento em termos de consumo energético destes sistemas: Cenário de consumo futuro:
    - Consumo Energético de energia primária estimado (kWh/ano): 131 890 KWhep.
    - Redução do Consumo de Energia Primária (%, medido pelo rácio entre consumo no primeiro ano de exploração do investimento / consumo antes da intervenção) e Classe Energética Final: 34.4%, B.
    - Tecnologias dos equipamentos e materiais a utilizar na operação (referentes às tipologias de operação candidatas): produção de eletricidade por painéis fotovoltaicos para autoconsumo, novo VRV com melhor eficiência, recuperação de calor de ventilação, utilização de LED em toda a iluminação e novos envidraçados.

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

  • Eficiência Energética na Biblioteca Municipal de Chaves

    Fundo Desenvolvimento Regional

    Designação do projeto | Eficiência Energética na Biblioteca Municipal de Chaves
    Código do projeto | NORTE-03-1203-FEDER-000020
    Objetivo principal | Apoiar a transição para uma economia com baixas emissões de carbono
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 01-10-2018
    Data de início | 01-01-2017
    Data de conclusão | 31-12-2020
    Custo total elegível | 152.007,29 €
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER - 140.382,66 €

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    A Biblioteca Municipal de Chaves propõe-se reconverter os seus sistemas energéticos, de forma a obter poupanças significativas em termos de consumo de energia, mantendo e melhorando os outputs
    de serviço e de segurança no abastecimento. Esta operação vai ser feita através de medidas que incidem sobre os principais drivers de consumo energético, como por exemplo a produção de eletricidade por painéis fotovoltaicos para autoconsumo, novo chiller com melhor eficiência, recuperação de calor de ventilação, utilização de LED em toda a iluminação e novos envidraçados.

    O cenário pós operação espelha, por um lado a tecnologia, nas áreas de invenção envolvidas, que vai ser adicionada aos vários sistemas e por outro o efeito simulado pelos elementos técnicos de candidatura no comportamento em termos de consumo energético destes sistemas:
    - Cenário de consumo futuro: Consumo Energético de energia primária estimado (kWh/ano) e emissões de no primeiro ano de exploração do investimento: 125 140 KWhep kWh;
    - Redução do Consumo de Energia Primária (%, medido pelo rácio entre consumo no primeiro ano de exploração do investimento / consumo antes da intervenção) e Classe Energética Final: 61.5%, A;
    - Tecnologias dos equipamentos e materiais a utilizar na operação (referentes às tipologias de operação candidatas): produção de eletricidade por painéis fotovoltaicos para autoconsumo, novo chiller com melhor eficiência, recuperação de calor de ventilação, utilização de LED em toda a iluminação e novos envidraçados.

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

  • Equipa Multidisciplinar/Parentalidade Positiva

    Fundo Social Europeu PICIIE

    Designação do projeto | Equipa Multidisciplinar/Parentalidade Positiva
    Código do projeto | NORTE-08-5266-FSE-000146
    Objetivo principal | Investir na Educação, na Formação e na Formação Profissional
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação 25-01-2018
    Data de início 02-01-2018
    Data de conclusão 31-12-2020
    Custo total elegível 546.116,48 €
    Apoio financeiro da União Europeia FEDER - 464.199,01 €

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    O projeto “Equipa Multidisciplinar/Parentalidade Positiva”, contempla uma ação que visa a criação de uma equipa multidisciplinar, constituída por técnicos especializados em determinadas áreas, com o objetivo de melhorar o comportamento e atitude dos alunos, o relacionamento parental e consequentemente os resultados escolares.

    Esta medida tem como principal base combater e prevenir o insucesso e o abandono escolares, por via de respostas ao nível educativo, social e sociocultural:
    - Agir de forma articulada com outros serviços no sentido de encontrar respostas para condições de vulnerabilidade (individual, familiar e social) que afetam o desempenho escolar das crianças e jovens;
    - Desenvolver medidas de apoio que fortaleçam a capacidade da família e as competências dos pais para preservarem o ambiente familiar;
    - Promover iniciativas que visem o desenvolvimento de competências parentais e o seu envolvimento na dinâmica escolar;
    - Fomentar competências pessoais e sociais das crianças e jovens.

    Resultados esperados:

    - Alunos envolvidos nas atividades de combate ao insucesso escolar, por nível de educação (EPE, EB, ES) (750);
    - Medidas de cada operação implementadas (>= 85%);
    - Municípios envolvidos na operação (1);
    - Agrupamentos/Escolas não agrupadas abrangidos por intervenções com vista à redução do abandono escolar e à melhoria do sucesso educativo de nível ISCED 2 (100%);
    - Associações de Pais envolvidas na operação (100%);
    - Outras entidades envolvidas na operação (100%);
    - Redução dos alunos nos 1.º, 2.º 3.º Ciclos e Secundário com níveis negativos (>=10%);
    - Redução da taxa de retenção e desistência (>=25%);
    - Grau de satisfação das entidades envolvidas (90%).

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

     

  • Escola Básica n.º 1 de Chaves (EB1 de Santo Amaro/ Jardim-de-Infância do Cinochaves)

    Fundo Desenvolvimento Regional

    Designação do projeto | Escola Básica n.º 1 de Chaves (EB1 de Santo Amaro/ Jardim-de-Infância do Cinochaves)
    Código do projeto | NORTE-08-5673-FEDER-000130
    Objetivo principal | Investir na Educação, na Formação e na Formação Profissional
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 02-02-2018
    Data de início | 02-08-2017
    Data de conclusão | 28-02-2018
    Custo total elegível | 672.983,40€
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER – 572.035,89€

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    Esta operação visa uma intervenção de requalificação na Escola Básica n.º 1 de Chaves, nomeadamente nos dois equipamentos que a compõem, com vista à sua adequação funcional, garantindo o conforto e segurança necessários, bem como, criar condições para melhorar o desenvolvimento dos respetivos projetos educativos e dotar/adaptar os novos espaços requalificados para as atividades sócio/educativas que os mesmos desenvolvem.

    Considera-se expectável que a concretização das intervenções objeto da presente candidatura, melhorem substancialmente as áreas funcionais dos edifícios escolares a requalificar, dotando-os com as condições de utilização exigidas, garantindo assim o cumprimento dos parâmetros espaciais e os requisitos funcionais necessários ao seu adequado funcionamento.
    As obras de requalificação dos equipamentos escolares em causa permitirão disponibilizar as condições necessárias para acolherem crianças provenientes de outros estabelecimentos de ensino que venham eventualmente a encerrar face ao decréscimo do número de alunos.
    Neste contexto, cumprindo-se as metas previstas, a intervenção vai contribuir para a concretização dos indicadores (de realização e resultado), enunciados no nº 6 AVISO N.º NORTE-14-2016-03, nos seguintes termos:

    Indicadores de Realização:
    (i) Capacidade das infraestruturas de acolhimento de crianças ou de educação apoiadas (298 alunos em 2018)
    (ii) Equipamentos de ensino intervencionados (2 equipamentos em 2018);
    (iii) Novas salas de aula (2 salas de aulas em 2018);
    (iv) Salas de aula requalificadas (14 salas de aulas em 2018);
    Indicadores de Resultado:
    (i) Alunos inscritos no estabelecimento de ensino no ano letivo seguinte ao término da intervenção (298 alunos em 2018);
    (ii) Variação do Numero de alunos (diferença entre o numero de alunos antes e após a intervenção) (23 alunos em 2018);
    (iii) Alunos integrados em regime letivo normal (rede publica) (298 alunos em 2018).

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

  • Escola Básica n.º 3 de Chaves

    Fundo Desenvolvimento Regional

    Designação do projeto | Escola Básica n.º 3 de Chaves
    Código do projeto | NORTE-08-5673-FEDER-000169
    Objetivo principal | Investir na Educação, na Formação e na Formação Profissional
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 17-01-2019
    Data de início | 13-10-2016
    Data de conclusão | 31-07-2020
    Custo total elegível | 435.192,64€
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER – 369.913,74€

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    Esta operação visa uma intervenção de requalificação e ampliação da Escola Básica n.º 3 de Chaves, nomeadamente nos dois equipamentos que a compõem, com vista à sua adequação funcional, garantindo o conforto e segurança necessários, bem como, criar condições para melhorar o desenvolvimento dos respetivos projetos educativos e dotar/adaptar os novos espaços requalificados para as atividades sócio/educativas que os mesmos desenvolvem.

    Considera-se expectável que a concretização das intervenções objeto da presente candidatura, melhorem substancialmente as áreas funcionais do edifício escolar a requalificar/ampliar, dotando-o com as condições de utilização exigidas, garantindo assim o cumprimento dos parâmetros espaciais e os requisitos funcionais necessários ao seu adequado funcionamento.
    As obras de requalificação/ampliação do equipamento escolar em causa permitirão disponibilizar as condições necessárias para acolherem crianças provenientes de outros estabelecimentos de ensino que venham eventualmente a encerrar face ao decréscimo do número de alunos.
    Neste contexto, cumprindo-se as metas previstas, a intervenção vai contribuir para a concretização dos indicadores (de realização e resultado), enunciados no nº 6 AVISO N.º NORTE-14-2016-03, nos seguintes termos:

    Indicadores de Realização:
    (i) Capacidade das infraestruturas de acolhimento de crianças ou de educação apoiadas (154 alunos em 2020);
    (ii) Equipamentos de ensino intervencionados (1 equipamento em 2020);
    (iii) Salas de aula requalificadas (6 salas de aulas em 2020);
    Indicadores de Resultado:
    (i) Taxa de cobertura da requalificação das escolas do ensino básico e secundário (12,39% em 2020);
    (ii) Alunos inscritos no estabelecimento de ensino no ano letivo seguinte ao término da intervenção (154 alunos em 2020);
    (iii) Variação do Numero de alunos (diferença entre o numero de alunos antes e após a intervenção) (19 alunos em 2020);
    (iv) Alunos integrados em regime letivo normal (rede publica) (154 alunos em 2020).

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

  • Fórum Educação/Inovação

    Fundo Social Europeu PICIIE

    Designação do projeto | Fórum Educação/Inovação
    Código do projeto | NORTE-08-5266-FSE-000147
    Objetivo principal | Investir na Educação, na Formação e na Formação Profissional
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 25-01-2018
    Data de início | 02-01-2018
    Data de conclusão | 31-12-2020
    Custo total elegível | 180.000,01 €
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER – 153.000,01 €

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    O projeto consiste na montagem e organização de um evento orientado para a reflexão sobre o sistema educativo, a informação relativa ao Plano e a divulgação dos agentes educativos e das suas práticas de trabalho, com a realização de exposições e de seminários temáticos.
    Organizado numa lógica de mobilização alargada da comunidade local, o evento assume as seguintes caraterísticas:
    - Potenciar a participação doa agentes educativos com a realização de um ciclo de três edições;
    - Mobilizar as escolas e centro de formação, numa lógica de mostra de atividades e projetos; pretende-se que o ensino profissional assuma relevância nestas mostras. Este tipo de atividade funcionará como atividade âncora que ao envolver os jovens estudante é capaz de mobilizar as suas famílias para o evento, incluindo os seus momentos mais estruturados.
    - Integra a realização de momentos de informação, reflexão e debate, animados por agentes locais, peritos e entidades várias, em torno de questões-chave relacionadas com o sistema educativo regional e a promoção do sucesso educativo;
    - Integra atividades explicitamente orientadas para a divulgação do Plano e dos seus resultados.
    - É complementado com atividades de animação, que visam a mobilização alargada da comunidade local.

    Resultados esperados:

    - Alunos envolvidos nas atividades de combate ao insucesso escolar, por nível de educação (EPE, EB, ES) (750);
    - Medidas de cada operação implementadas (>= 85%);
    - Municípios envolvidos na operação (1);
    - Agrupamentos/Escolas não agrupadas abrangidos por intervenções com vista à redução do abandono escolar e à melhoria do sucesso educativo de nível ISCED 2 (100%);
    - Grau de satisfação das entidades envolvidas (90%).

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

     

  • Fontes Termais de Chaves e Segirei

    Fundo Desenvolvimento Regional

    Designação do projeto | Fontes Termais de Chaves e Segirei
    Código do projeto | NORTE-06-3928-FEDER-000004
    Objetivo principal | Proteger o ambiente e promover a eficiência dos recursos
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 13-09-2018
    Data de início | 08-06-2018
    Data de conclusão | 13-12-2019
    Custo total elegível | 144.173,48€
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER - 110.500,00€

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    Com a presente esta operação, visa-se levar a cabo intervenções nas Fontes Termais de Chaves e Segirei, com vista à promoção do potencial das águas minerais termais constituindo uma mais-valia
    para o incremento da atratividade a estes pontos de destaque e um complemento para o aumento do potencial turístico e económico do Concelho e da Região.
    O presente projeto, que tem como objetivo central a promoção do potencial das águas minerais termais presentes nas fontes termais de Chaves e Segirei, constitui, através das intervenções a levar a cabo nestes dois locais, uma mais-valia para o incremento da atratividade a estes dois pontos de destaque e um complemento para o aumento do potencial turístico e económico do Concelho e da Região.
    Associado a este objetivo, constituem ainda objetivos genéricos os seguintes:
    - Beneficiação e reativação destes dois polos termais, contribuindo para a afirmação e diferenciação do território através do seu potencial termal, fomentando a atratividade da Região;
    - Aumento do turismo de lazer no Concelho, com vista ao acréscimo e captação de novos visitantes que ao utilizarem e usufruírem os espaços em causa, em seu torno gerarão uma dinâmica de consumo, seja através do aumento do número de dormidas, seja através do consumo de produtos locais;
    - Aposta na promoção das águas termais existentes no concelho, como recurso diferenciador capaz de contribuir pra o reforço e diversificação da oferta e da atratividade turistica e para a dinamização da base económica local.

    Tendo por base as caraterísticas da presente operação, bem como os objetivos anteriormente enunciados, considera-se expectável que a concretização da mesma venha a gerar impactos bastantes positivos no âmbito da melhoria e competitividade territorial através da valorização do recurso endógeno referente às águas termais.
    Com a execução da operação, será concretizada a meta (2) correspondente às intervenções a levar a cabo nas duas fontes termais - Chaves e Segirei, relativamente ao indicador de realização O.08.09.16.P - Intervenções em áreas associadas à conservação de recursos naturais (n.º) enunciado no ponto 6 do AVISO N.º NORTE-28-2018-04.

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

     

  • Iluminação Pública

    Fundo Desenvolvimento Regional

    Designação do projeto | Edifícios: Iluminação Pública
    Código do projeto | NORTE-03-1203-FEDER-000053
    Objetivo principal | Apoiar a transição para uma economia com baixas emissões de carbono
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 20-07-2018
    Data de início | 01-04-2018
    Data de conclusão | 31-12-2020
    Custo total elegível | 1.321.515,44 €
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER - 1.254.910,77 €

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    Esta operação tem como principal objetivo, a diminuição do consumo de energia primária em pelo menos 30%, na rede de iluminação pública.
    O Município de Chaves, nomeadamente na sua rede de IP, propõe-se reconverter os seus sistemas energéticos, de forma a obter poupanças significativas em termos de consumo de energia, mantendo e melhorando os outputs de serviço e de segurança no abastecimento. Esta operação vai ser feita da troca luminárias de iluminação pública de vapor de sódio, para LED.

    O cenário pós operação espelha efeito da introdução da tecnologia LED, nas luminárias VSAP identificadas na auditoria.
    Cenário de consumo futuro:
    - Potência instalada 234.921 kW;
    - Consumo Energético de energia estimado 963 176 kWh/ano;
    - Redução do Consumo de Energia Primária 67 % (medido pelo rácio entre consumo no primeiro ano de exploração do investimento / consumo antes da intervenção).
    - Redução Energia Primária 425.03 tep/ano;
    - Redução emissões CO2 711.67 ton/ano

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

     

  • JARDIM DE INFÂNCIA DE VIDAGO

    NORTE_2020

    Designação do projeto | Jardim de Infância de Vidago
    Código do projeto | NORTE-08-5673-FEDER-000112
    Objetivo principal | Investir na educação, na formação e na formação profissional
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação 13-04-2017
    Data de início 26-05-2017
    Data de conclusão 29-12-2017
    Custo total elegível 193.859,96€
    Apoio financeiro da União Europeia FEDER– 164.780,97€
    Apoio financeiro público nacional/regional 29.078,99€
    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    Esta operação visa uma intervenção de requalificação no edifício do Jardim-de-Infância de Vidago com vista à sua adequação funcional, garantindo o conforto e segurança necessários, bem como, criar condições para melhorar o desenvolvimento do seu projeto educativo e dotar os novos espaços requalificados para as atividades sócio/educativas através da aquisição de mobiliário, material didático e equipamento informático adequado.
    Com a concretização desta intervenção as áreas funcionais do edifício serão substancialmente melhoradas, dotando-o com as condições de utilização exigidas, de acordo com normas reguladoras das condições de instalação e funcionamento de creches e jardins-de-infância, constantes da legislação em vigor sobre tais equipamentos socioeducativos, nomeadamente o Despacho Conjunto n.º 268/97, de 25 de Agosto e a Portaria n.º 262/2011, de 31 de Agosto.
    Com a presente intervenção este estabelecimento passará a dispor das condições necessárias para receber crianças de outros estabelecimentos de educação pré-escolar, do meio rural, que venham eventualmente a encerrar face ao decréscimo do número de alunos.
    Neste contexto, prevê-se o cumprimento das seguintes:

    Indicadores de Realização:

    • Capacidade das infraestruturas de acolhimento de crianças ou de educação apoiadas (50 alunos em 2018)
    • Equipamentos de ensino intervencionados (1 equipamento em 2017)
    • Novas salas de aula (0 novas salas de aulas)
    • Salas de aula requalificadas (2 salas de aulas em 2017)

    Indicadores de Resultado:

    1. Alunos inscritos no estabelecimento de ensino no ano letivo seguinte ao término da intervenção (50 alunos em 2018)
    2. Variação do Numero de alunos (diferença entre o numero de alunos antes e após a intervenção) (12 alunos em 2018)
    3. Alunos integrados em regime letivo normal (rede publica) (50 alunos em 2018)

    BARRA_FINAL

  • Largo do Postigo | Qualificação da Zona do Postigo das Caldas (PARU 2.6)

    Cofinanciado por:

    Fundo Desenvolvimento Regional

    Designação do projeto | Largo do Postigo (Qualificação da zona do Postigo das Caldas) (PARU 2.6)

    Código do projeto | NORTE-05-2316-FEDER-000046
    Objetivo principal | Proteger o ambiente e promover a eficiência dos recursos;
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 24-08-2017
    Data de início | 12-06-2017
    Data de conclusão | 29-12-2017
    Custo total elegível | 33.814,00€
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER – 28.741,90€

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    Esta operação visa levar a cabo uma intervenção de reabilitação do espaço urbano correspondente ao “Largo do Postigo”, que consistirá essencialmente na demolição do Posto de Transformação de fornecimento de energia elétrica (atualmente desativado) e substituição e relocalização do quiosque existente no local, com vista a colocar visível o pano de muralha medieval que se encontra na proximidade, permitindo assim, para além de preservar este elemento patrimonial, criar um ambiente que mantenha a qualidade estética que se pretende continuar a implementar no Centro Histórico de Chaves.
    Para a consecução desta ação serão desenvolvidas obras da seguinte natureza:
    - Demolição integral do Posto de Transformação de energia elétrica;
    - Substituição e relocalização do quiosque existente no local;
    - Limpeza dos trechos de muralha que serão libertados.

    Resultados esperados:
    (i) Espaços abertos criados ou reabilitados em áreas urbanas – 108,80m2 (2017);
    (ii) Aumento do grau de satisfação dos residentes que habitam em áreas com estratégias integradas de desenvolvimento urbano – 4 (2019).

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

     

  • Largo do Terreiro da Cavalaria (Remodelação Funcional e Paisagística) (PARU 2.5)

    Cofinanciado por:

    Fundo Desenvolvimento Regional

    Designação do projeto | Largo do Terreiro da Cavalaria (Remodelação Funcional e Paisagística) (PARU 2.5)

    Código do projeto | NORTE-05-2316-FEDER-000094
    Objetivo principal | Proteger o ambiente e promover a eficiência dos recursos;
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 31-07-2018
    Data de início | 02-04-2018
    Data de conclusão | 29-03-2019
    Custo total elegível | 628.580,00€
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER – 534.293,60€

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    Esta operação visa uma intervenção de reabilitação urbana num espaço emblemático da cidade (Largo do Terreiro de Cavalaria), de forma a melhorar a sua imagem e funcionalidade, ampliando a polivalência e as condições para a sua fruição. Também se preconiza a requalificação dos arruamentos envolventes de forma a garantir um maior conforto e segurança para deslocações em modos suaves, contribuído para uma mobilidade urbana mais sustentável.

    A intervenção em causa consubstancia a realização de obras da seguinte natureza:
    - Execução de uma pérgula, à semelhança da que em tempos existiu;
    - Criação de um percurso que se prolonga até ao topo norte do jardim, desde a pérgula;
    - Relocalização e reabilitação da “taça” existente para um espaço central;
    - Relocalização do monumento de “Homenagem dos Flavienses de 1940 aos fundadores da nacionalidade”, monumento este, que se encontra presente desde o jardim original;
    - Preservação dos elementos arbóreos e volumes vegetais existentes, bem como a plantação de outros elementos arbóreo-arbustivos;
    - Repavimentação de todo o Jardim, com materiais típicos utilizados inicialmente, nomeadamente calçada à portuguesa e cubo calcário com desenho em cubo de basalto, conciliado com linguagem modernista em parte, conseguida através dos mesmos materiais e ainda com a colocação de lajetas de granito em algumas faixas horizontais, que rompem o espaço;
    - Construção de um novo quiosque nas proximidades do atual existente (que se encontra dissonante e em mau estado);
    - Instalação novo mobiliário urbano e iluminação pública e cénica decorativa;
    - Reformulação das caraterísticas geométricas dos arruamentos da praça, essencialmente ao nível dos perfis transversais tipo, por forma a melhorar as condições de segurança associadas à circulação automóvel e pedonal;
    - Reajustamento e remodelação das infraestruturas de drenagem de águas pluviais.

    Resultados esperados:
    (i) Espaços abertos criados ou reabilitados em áreas urbanas – 7675m2 (2019);
    (ii) Aumento do grau de satisfação dos residentes que habitam em áreas com estratégias integradas de desenvolvimento urbano – 4 (2019).

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000

     

  • Largo General Silveira (Remodelação do Largo General Silveira - Largo das Freiras)

    NORTE_2020

    Designação do projeto | Largo General Silveira (Remodelação do Largo General Silveira - Largo das Freiras)

    Código do projeto | NORTE-05-2316-FEDER-000012

    Objetivo principal | Proteger o ambiente e promover a eficiência dos recursos

    Região de intervenção | Norte

    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 19-12-2016

    Data de início | 12-12-2016

    Data de conclusão | 31-05-2017

    Custo total elegível | 260.440,94€

    Apoio financeiro da União Europeia Fundo Económico de Desenvolvimento Regional | 221.374,80€

    Apoio financeiro público nacional/regional | 39.066,14€

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos:
    A presente operação consubstancia a intervenção de beneficiação e reabilitação do Largo General Silveira (Largo das Freiras), localizado dentro do perímetro da Área de Reabilitação Urbana do Centro Histórico de Chaves (ARU), visando incrementar e potenciar o valor cénico do local, sem inviabilizar a sua polivalência, disponibilizando condições de conforto, de forma a proporcionar um nível de fruição e perceção do espaço que se coadune com as legítimas expectativas da população e potenciais utilizadores da praça e com a qualidade estética que se pretende continuar a implementar no Centro Histórico.

    A “filosofia” subjacente à proposta é de conferir mais urbanidade ao Largo, de forma a melhorar a sua imagem e funcionalidade, passando esta requalificação pela substituição do pavimento degradado, eliminando, também, a fonte e as “poldras” aí existentes.

    O novo pavimento será constituído, na maior parte da área, por uma malha em quadrícula, com a aplicação de granito nos limites dos quadrados e calçada à portuguesa, preenchendo o seu interior.

    Será implantada no eixo central da praça uma “fonte seca”, com recuperação da água. Além de servir, nos meses mais quentes, para elevar o conforto ambiental, contribuirá para valorizar esteticamente o espaço. Devido às suas características, a sua inserção espacial não inviabilizará outros usos.

    A Este e a Norte da área de intervenção a implantação de “canteiros”, destinados à plantação de elementos arbóreos e arbustivos.

    A Oeste, as árvores serão substituídas e deslocalizadas, tendo em conta as características das existentes e a pressão que o volume radicular exerce sobre a pedra constituinte das bancadas, que, nesta área, serão reconstituídas, após a eliminação das caldeiras.

    Resultados esperados:

    • Espaços abertos criados ou reabilitados em áreas urbanas (3.117,00 m2);
    • Aumento do grau de satisfação dos residentes que habitam em áreas com estratégias integradas de desenvolvimento urbano (4,00 de 1 a 10).

    BARRA_FINAL2

  • Musealização das Termas Romanas de Chaves

    Fundo Desenvolvimento Regional

    Designação do projeto | Musealização das Termas Romanas de Chaves
    Código do projeto | NORTE-04-2114-FEDER-000336
    Objetivo principal | Proteger o Ambiente e Promover a Eficiência dos Recursos
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 10-05-2017
    Data de início | 22-08-2016
    Data de conclusão | 18-01-2019
    Custo total elegível | 1.043.889,22€
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER – 887.305,84€

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    Esta operação apresenta duas componentes distintas (infraestrutural e imaterial). A primeira contempla o projeto de arquitetura e especialidades de engenharia, o projeto de conservação e restauro (uma especialidade do projeto de execução) e o projeto de museologia. A componente imaterial, traduzida no Plano de Promoção e Dinamização do Museu das Termas Romanas, integra um conjunto articulado de ações.
    Associado ao objetivo nuclear, traduzido no restauro, conservação, valorização do património arqueológico das termas romanas, está a dinamização da divulgação do património cultural na sua dimensão histórica, visando os seguintes objetivos subsidiários:
    - Fortalecer e diferenciar o capital humano, institucional, cultural e económico da cidade, com aposta na salvaguarda, preservação e valorização do seu património arquitetónico e arqueológico, reforçando o seu carácter singular num contexto turístico e científico a nível internacional;
    - Qualificar e intensificar a integração da cidade de Chaves na região envolvente, com a divulgação e promoção do seu património monumental, como fator diferenciador de atratividade e competitividade, motor de desenvolvimento socioeconómico no contexto de Eurocidade;
    - Inovar nas soluções para a qualificação urbana, procurando proporcionar uma oferta estruturada assente na valorização dos recursos endógenos e complementada com a modernização de equipamentos, mais oferta a nível formativo (investigação e interpretação relacionadas com a temática da arqueologia), cultural (circuitos museológicos) e turístico.
    - Promover a inserção da cidade de Chaves em redes internacionais e afirmar a sua imagem internacional assente na sua vocação turística.
    - Promover a manutenção e produção da memória coletiva, o impacto do património na construção da identidade e a importância do poder local e da sociedade civil na preservação das memórias locais.
    - Contribuir para o posicionamento do Município de Chaves como um destino termal com incontornáveis vínculos históricos e patrimoniais.

    Tendo por base as caraterísticas da operação, com a devida perspetiva das componentes que a integram - na dimensão patrimonial monumental, na dimensão arquitetónica enquanto museu e na dimensão enquanto recurso turístico considera-se expectável que a concretização desta operação tenha impactos muito positivos em vários contextos socioeconómicos e culturais ao nível da cidade, do concelho e da Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega, com reflexos nos concelhos vizinhos da Região da Galiza, com particular ênfase no concelho de Verin, integrado no território da Eurocidade Chaves-Verin.

  • PEPAL 5.ª EDIÇÃO – Programa de Estágios Profissionais na Administração Local

    POISE_PT2020_FSE_690

    Designação do projecto: PEPAL 5.ª EDIÇÃO – Programa de Estágios Profissionais na Administração Local

    Código do projeto : POISE-02-3220-FSE-000124

    Objetivo principal: Possibilitar aos jovens com qualificação superior a realização de um estágio profissional, em contexto real de trabalho, que crie condições para uma mais rápida e fácil integração no mercado de trabalho.

    Região de intervenção |Região Norte

    Entidade beneficiária |Município de Chaves

    Data de aprovação: 22/11/2016

    Data de início: 03/08/2015

    Data de conclusão: 02/08/2016

    Custo total elegível: 28.637,64 €

    Apoio financeiro da União Europeia: FSE – 26.346,63 €

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos:
    Possibilitar aos jovens com qualificação superior a realização de um estágio profissional em contexto real de trabalho, que crie condições, para uma mais rápida e fácil integração no mercado de trabalho.

    BARRA_FINAL2

  • Piscinas da Quinta do Rebentão

    Cofinanciado por:

    Fundo Desenvolvimento Regional

    Designação do projeto | Edifícios: Piscinas da Quinta do Rebentão

    Código do projeto | NORTE-03-1203-FEDER-000069
    Objetivo principal | Apoiar a transição para uma economia com baixas emissões de carbono
    Região de intervenção | Norte
    Entidade beneficiária | Município de Chaves

    Data de aprovação | 11-10-2018
    Data de início | 01-01-2017
    Data de conclusão | 31-12-2020
    Custo total elegível | 118.258,23 €
    Apoio financeiro da União Europeia | FEDER - 111.96,51 €

    Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos

    Esta operação tem como principal objetivo, a diminuição do consumo de energia primária em 30%.
    A CMC, na Quinta do Rebentão propõe-se reconverter os seus sistemas energéticos, de forma a obter poupanças significativas em termos de consumo de energia. Esta operação vai ser executada através de medidas que incidem sobre os principais drivers de consumo energético: introdução de novos sistemas bombagem, a utilização de LED e a produção renovável.
    O cenário pós operação espelha, por um lado a tecnologia, nas áreas de invenção envolvidas, que vai ser adicionada aos vários sistemas e por outro o efeito simulado pelos elementos técnicos de candidatura no comportamento em termos de consumo energético destes sistemas:
    - Cenário de consumo futuro: Consumo Energético de energia primária estimado (kWh/ano) e emissões de no primeiro ano de exploração do investimento: 285 991 KWhep kWh.
    - Redução do Consumo de Energia Primária (%, medido pelo rácio entre consumo no primeiro ano de exploração do investimento / consumo antes da intervenção) e Classe Energética Final: 46.6%, A+.
    - Tecnologias dos equipamentos e materiais a utilizar na operação, referentes às tipologias de operação candidatas): introdução de novos sistemas bombagem da piscina com melhor eficiência, a utilização de LED em toda a iluminação e a produção renovável.

    BARRA_FINAL2_1_1000_1000