Passar para o Conteúdo Principal

brasao cm chaves

pesquisar
 

“Canto do Bio” traz maior valorização para produtores e produtos da região do Alto Tâmega e Barroso

25 Agosto 2022

A Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega e Barroso (CIMAT) inaugurou ontem o “Canto do Bio” no Mercado Municipal de Chaves, um espaço que nasce no âmbito da Bio Região do Alto Tâmega e Barroso.

O Mercado Municipal flaviense conta agora com mais um stand de venda de produtos todas as quartas-feiras de manhã. O “Canto do Bio” foi inaugurado hoje e neste estão disponíveis vários produtos da região do Alto Tâmega e Barroso certificados com o modo de produção biológica.

“Na CIMAT podemos trabalhar sempre em três dimensões: numa dimensão de capacitação, ou seja, é necessário que cada vez mais consigamos passar para os nossos agricultores formas de poder desenvolver o seu produto e que este tenha uma boa qualidade, porque isso vai permitir-lhes gerar maior rendimento na venda; numa dimensão de organização do setor, e isso tem sido feito através desta nossa Bio Região que constitui os seis municípios do Alto Tâmega e Barroso; e, depois, na promoção. E esta última faz-se assim, estando presente nos mercados de uma forma organizada, podendo deste modo chegar ao público”, realçou Ramiro Gonçalves, Primeiro Secretário Executivo da CIMAT, acrescentando que “o propósito da região é a valorização de tudo o que é endógeno e conseguimos semear este mesmo propósito valorizando os produtores e os produtos”.

De acordo com Nuno Vaz, Presidente da Câmara Municipal de Chaves, “este é o primeiro espaço de agricultura biológica localizado no Mercado Municipal. E, portanto, queremos aqui dar espaço e possibilidade de crescimento àquela que é uma das áreas emergentes da agricultura: a produção biológica. Queremos aqui criar um espaço de ligação direta para que os produtores de produtos biológicos do Alto Tâmega possam ter uma experiência de venda direta e possam também aproveitar para sensibilizar outras pessoas para este modo de produção”.

Carla Alves, Diretora Regional de Agricultura e Pescas do Norte, referiu que a produção biológica “é o futuro da Europa”, destacando que este stand serve como forma de “apoiar o produtor não só no modo de produção, mas também no modo de comercialização”.

No momento estiveram ainda presentes, entre outros, Orlando Alves e David Teixeira, Presidente e Vice-presidente da Câmara Municipal de Montalegre, respetivamente, Paula Chaves, Vereadora da Câmara Municipal de Chaves, Isabel Torres, Vereadora da Câmara Municipal de Boticas, Anselmo Martins, Primeiro Secretário da Assembleia Municipal de Chaves, Rui Lagoa, Técnico Superior da Direção Regional de Agricultura e Pescas do Norte, e António Montalvão, Secretário-Geral da ADRAT – Associação de Desenvolvimento da Região do Alto Tâmega.

O objetivo é replicar um espaço como este pelos outros cinco municípios que compõem o território – Boticas, Montalegre, Ribeira de Pena, Valpaços e Vila Pouca de Aguiar – e o mês de setembro trará o “1º Fórum da Bio Região do Alto Tâmega e Barroso – Caminho da Sustentabilidade”, marcado para o dia 13 de setembro, no Boticas Parque – Natureza e Biodiversidade.

Recorde-se que a CIMAT foi a segunda Bio Região do país, com a sua adesão a acontecer em 2018, sendo a primeira Comunidade Intermunicipal a fazer parte desta rede internacional.

2
3
4
5
6
8
9
10
11