Passar para o Conteúdo Principal

brasao cm chaves

pesquisar
 

Chaves acolhe exposição “Registos de Luz” do Museu Nacional de Arte Contemporânea

Exposicao macna chiado destaque final 1 1024 2500
25 Novembro 2019

Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso constitui-se como Pólo descentralizador de Cultura através de Protocolo com Museu Nacional de Arte Contemporânea

O Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso (MACNA) recebe a partir do próximo dia de 30 de novembro, uma relevante exposição consagrada à pintura impressionista de Sousa Lopes - coleção do Museu Nacional de Arte Contemporânea (1900-1950).

Tendo em conta o potencial artístico e cultural dos acervos do Museu Nacional de Arte Contemporânea – Museu do Chiado, em conjugação com o contexto cultural, arquitetónico e paisagístico do Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso (MACNA), a exposição “Registos de Luz” inicia uma parceria cultural, que tem como principal objetivo promover a coesão territorial, social e económica, através da descentralização, para reforço da captação e atração de visitantes ao interior do país.

Esta exposição destaca o artista Adriano Sousa Lopes (1879-1944), diretor do MNAC, de 1929 até ao ano da sua morte., com diversas obras da sua autoria, considerado um dos primeiros pintores portugueses a adotar práticas impressionistas. Encarando a modernidade como uma síntese entre alguns aspetos da pintura impressionista e o entendimento da luz local, na sua descoberta pelo país, Sousa Lopes revela os segredos luminosos da pintura de paisagem, em impressões de momento.

Reúne também obras datadas da 1ª metade do século XX, de conceituados artistas portugueses, como Amadeo de Souza-Cardoso, Columbano Bordalo Pinheiro, Abel Manta, Almada Negreiros, Mário Cesariny, Júlio Pomar, José Malhoa, Marcelino Vespeira, Fernando Lanhas, Eduardo Viana, Dórdio Gomes, Carlos Reis, entre outros.

Comissariada por Maria de Aires Silveira, a mostra será inaugurada, pelas 17h00, no MACNA.