Passar para o Conteúdo Principal

brasao cm chaves

pesquisar
 

Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso recebe Exposição Helena Almeida – Habitar a Obra

Pagina web macna 1 1024 2500
03 Maio 2019

O Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso (MACNA) vai receber, de 08 de maio a 20 de outubro, a exposição Helena Almeida - Habitar a obra, coleção de Serralves. A cerimónia de inauguração terá lugar no próximo dia 07 de maio, pelas 18h00.

Helena Almeida produziu desde a década de 1960 uma obra singular caracterizada por um marcado interesse pelo corpo, o seu lugar central — que regista, ocupa e define o espaço — e o seu encontro performativo com o mundo. As primeiras telas abstratas da artista abordavam de forma crítica os limites do espaço pictórico e as condições literais da pintura. Esse interesse estendeu-se nos anos 1970 à fotografia, onde o inconfundível espaço do ateliê da artista e o corpo feminino, fragmentado ou parcialmente obscurecido, se tornaram presenças recorrentes. É o caso da obra Sem título, de 1994-95, que integra esta exposição: uma sequência fotográfica de vinte elementos onde a artista se fez fotografar a distâncias várias e onde a escala e o número de elementos que a constituem, associados à dimensão espacial que sobressai do percurso/performance da artista pelo espaço fotografado, revelam uma abordagem inovadora à relação do corpo com o espaço.

Apesar de trabalhar em meios vários, a artista delineia meticulosamente esta coreografia e a composição de muitas das suas obras em estudos e desenhos preparatórios que evidenciam a sua utilização da cor e o poder psicológico do corpo humano. Nas palavras de Helena Almeida: “a minha obra é o meu corpo, o meu corpo é a minha obra”.

Após a inauguração da exposição irá decorrer, no Auditório do Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso, uma “conversa” entre Marta Almeida, curadora da exposição e Bernardo Pinto de Almeida, sobre o legado de Helena Almeida na coleção de Serralves.

De referir que, no dia 07 de maio, o Museu estará encerrado ao público durante o dia, abrindo apenas pelas 18h00, para a inauguração da Exposição da Coleção Serralves, com convite aberto à população.