Passar para o Conteúdo Principal

brasao cm chaves

pesquisar
 

MACNA integra rede de Museus de Arte e Arquitetura do Norte da Direção Regional de Cultura

Nadir 1600 subjectum  8  1 1000 480 1 1024 2500
20 Novembro 2020

O Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso Nadir Afonso (MACNA) integra o projeto ARQ-ART Norte da Rede de Arte e Arquitetura Contemporâneas no Norte de Portugal, que consiste na criação, desenvolvimento, implementação e coordenação de um novo produto cultural regional, centralizado na arquitetura e arte contemporânea.

Segundo a Direção Regional da Cultura Norte (DRCN), o projeto ARQ-ART Norte, a executar até final de 2021, propõe o desenvolvimento de uma rede temática de cooperação entre 12 museus de arte e arquitetura contemporânea da região, numa iniciativa orientada para, "a valorização da oferta no território, através de um plano integrado de divulgação e promoção turística conjunta, e da implementação de ações piloto, incluindo o desenvolvimento de itinerários temáticos e o cruzamento de serviços".

O programa tem como objetivos posicionar a região Norte enquanto centro de produção e exposição de arte e arquitetura contemporâneas de referência, criar sinergias entre os vários espaços museológicos e de exposição capazes de multiplicar impacto e capacidade de atração para visitantes, com campanhas especialmente direcionadas a segmentos mais jovens.

Fazem parte desta rede a Casa da Arquitetura, a Casa do Design (Matosinhos), o Centro de Arte Graça Morais (Bragança), o Centro Internacional de Arte José Guimarães (Guimarães), a Fundação de Serralves (Porto), o Lugar do Desenho -- Fundação Júlio Pomar (Gondomar), o Museu Amadeo Souza Cardoso (Amarante), o Museu da Bienal de Cerveira (Vila Nova de Cerveira), o Museu de Arte Contemporânea de Chaves -- Nadir Afonso, o Museu Internacional de Escultura Contemporânea (Santo Tirso), o Museu do Surrealismo -- Fundação Cupertino Miranda (Vila Nova de Famalicão) e a Oliva Creative Factory (São João da Madeira).

Atualmente o MACNA tem patente ao público as Exposições “Nadir Subjectum” Uma nova perspetiva de Nadir Afonso, “o Pequeno Mundo a partir da Coleção da Caixa Geral de Depósitos”, e “O Novo Banco Cultura”.