Passar para o Conteúdo Principal

brasao cm chaves

pesquisar
 

Câmara assinala 530 anos do primeiro livro de língua portuguesa impresso em Portugal no ano de 1488 em Chaves

18 04 2018 sacramental pagi web 02 1 1024 2500
12 Abril 2018

Sob o mote “O Sacramental vai à Escola”, iniciativa pretende assinalar os 530 anos do livro e reforçar a importância deste incunábulo junto da comunidade educativa.

O Município vai comemorar os 530 anos do primeiro livro impresso em língua portuguesa, o Sacramental, a 18 de abril de 1488 em Chaves.

Para assinalar esta efeméride, a autarquia flaviense está a preparar um programa de atividades, no próximo dia 18 de abril, envolvendo as escolas do concelho, e a realização de um colóquio sobre o tema, na Biblioteca Municipal, dirigido a toda a comunidade.

Sob o mote "O Sacramental vai à escola", serão realizadas nesse dia palestras nos Agrupamentos Escolares do concelho com três escritores: José Barbosa Machado, professor da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, com estudos publicados sobre o Sacramental; Ernesto Salgado Areias, advogado e escritor, Diretor da Universidade Sénior do Rotary Clube de Chaves e membro fundador do Centro de Estudos Judaicos do Alto Tâmega; Manuel Araújo, Professor de Português, mestre em Língua e Literatura Portuguesa, escritor com vários prémios no âmbito das Letras.

Ao final da tarde, pelas 18h00, na Biblioteca Municipal, terá lugar um colóquio sobre o tema, com a presença dos três escritores. Em simultâneo, estará patente no hall da Biblioteca Municipal uma exposição sobre o Sacramental, que poderá ser apreciada e consultada.

O Sacramental, da autoria de Clemente Sánchez de Vercial, foi um dos livros mais lidos durante o século XV, tendo sido proibido pela inquisição, no Séc. XVI e consequentemente queimado, tornando-se numa obra rara. Foi igualmente o livro mais impresso na Península Ibérica, desde a introdução da Imprensa até meados do Séc. XVI.

18 04 2018 sacramental cartaz 1 1024 2500